Acetilcisteína Generis Acetilcisteína bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Acetilcisteína Generis e para que é utilizada


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Acetilcisteína Generis 200 mg Comprimidos efervescentes
Acetilcisteína Generis 600 mg Comprimidos efervescentes

Acetilcisteína

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário
tomar Acetilcisteína Generis com precaução para obter os devidos resultados.
– Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
– Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
– Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas, consulte o seu médico.
-Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos
secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1 O QUE É ACETILCISTEÍNA GENERIS E PARA QUE É UTILIZADA

A acetilcisteína é um aminoácido sulfurado que se caracteriza pela sua acção
fluidificante sobre as secreções mucosas e mucopurulentas nas patologias do
aparelho respiratório que se caracterizam por evoluírem com hipersecreção e
mucoestase. A sua acção farmacológica traduz-se por uma redução da viscosidade
das secreções e pela melhoria da funcionalidade mucociliar.
Pelo seu carácter antioxidante, a acetilcisteína exerce uma acção citoprotectora no
aparelho respiratório face aos fenómenos tóxicos que se desencadeiam pela
libertação de radicais livres oxidantes de diversa etiologia.

Grupo farmacoterapêutico: 5.2.2 Aparelho respiratório. Antitússicos e Expectorantes.
Expectorantes

Indicações terapêuticas
Adjuvante mucolítico do tratamento antibacteriano das infecções respiratórias, em
presença de hipersecreção brônquica.

2 ANTES DE TOMAR ACETILCISTEÍNA GENERIS

Não tome Acetilcisteína Generis:
– se tem hipersensibilidade (alergia) à acetilcisteína ou a qualquer outro excipiente
deste medicamento;

– se tem história de úlcera gastroduodenal (ver ?Efeitos secundários possíveis? e
?Tome especial cuidado com Acetilcisteína Generis?).

Tome especial cuidado com Acetilcisteína Generis
– Se for asmático e se tiver historial de broncospasmo;
– Se sofrer de insuficiência respiratória grave;
– Doentes debilitados: pela diminuição do reflexo da tosse há risco de obstrução da
via aérea consequente do aumento da quantidade de secreções.

Advertências:
Os mucolíticos, possuem a capacidade de destruir a barreira mucosa gástrica, pelo
que deverão ser utilizados com precaução em indivíduos susceptíveis a úlceras
gastroduodenais.
É normal a presença de um leve odor sulfúrico, uma vez que é próprio da
acetilcisteína.
O uso do mucolítico implica uma diminuição da viscosidade e a remoção do muco,
tanto através da actividade ciliar do epitélio, como pelo reflexo da tosse, sendo
portanto de esperar um aumento da expectoração e da tosse no início do
tratamento.
Utilizar Acetilcisteína Generis com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado
recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita
médica.

Medicamentos que não deveria usar em simultâneo:
– Nitroglicerina: a associação de acetilcisteína e nitroglicerina causa hipotensão
significativa e cefaleia induzida pela nitroglicerina.
– Não associar a antitússico nem a secante de secreções.

Medicamentos em que deverá ter precaução na administração simultânea:
– Devido ao seu possível efeito quelante, a acetilcisteína pode reduzir a
biodisponibilidade de alguns sais de metais pesados tais como de ouro, cálcio ou
ferro. Recomenda-se, por isso, que a administração seja realizada a horas
diferentes.
– A acetilcisteína pode também interagir (diminuindo a biodisponibilidade) com
antibióticos do grupo das cefalosporinas, pelo que a administração deve ser
efectuada a horas diferentes.
– A Acetilcisteína Generis não interactua com antibióticos tais como a amoxicilina,
eritromicina, doxiciclina ou bacampicilina, assim como a associação amoxicilina + ác.
clavulânico

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Gravidez: Embora não se tenha demonstrado que a acetilcisteína possua acção
teratogénica, recomenda-se a sua administração com precaução durante a gravidez.

Aleitamento: Embora não se tenha demonstrado que a acetilcisteína se dissolva no
leite materno, recomenda-se a sua administração com precaução durante a lactação.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

Informações importantes sobre alguns componentes de Acetilcisteína Generis
Aspartamo: A Acetilcisteína Generis contém uma fonte de fenilalanina. Pode ser
prejudicial em doentes com fenilcetonúria. (ver ?Efeitos secundários possíveis? e
?Tome especial cuidado com Acetilcisteína Generis?)

Sódio: A Acetilcisteína Generis 200 e 600 mg contêm respectivamente, 184,92 mg e
186,92 mg de sódio por comprimido efervescente.
Deve ser tomado em consideração em doentes que estejam a seguir uma dieta
pobre em sódio.
A Acetilcisteína Generis não contém sacarose pelo que pode ser administrada a
diabéticos.

3 COMO TOMAR ACETILCISTEÍNA GENERIS

Modo de administração:
Tome sempre Acetilcisteína Generis de acordo com as indicações do seu médico. Fale
com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Dissolver o comprimido em meio copo de água, ou outro líquido, e mexer até se
tornar numa solução homogénea. Usar copo de material de vidro ou plástico (nunca
usar com material de borracha ou de metal).

Posologia:

Acetilcisteína Generis 200 mg
Posologia no adulto:
Um comprimido de Acetilcisteína Generis 200 mg comprimidos efervescentes, 3
vezes por dia. Dose máxima diária recomendada de 600 mg/dia.

Posologia na criança:
Não usar em crianças com idade inferior a 2 anos.

Crianças dos 2 aos 6 anos de idade: meio comprimido de Acetilcisteína Generis 200
mg, 3 vezes por dia. Dose máxima recomendada 300 mg/dia.

Crianças dos 6 aos 12 anos de idade: meio comprimido de Acetilcisteína Generis 200
mg, 3 a 4 vezes por dia. Dose máxima recomendada 300 a 400 mg/dia.

Crianças com idade superior a 12 anos: dose idêntica à dos adultos.

Acetilcisteína Generis 600 mg
Posologia no adulto:
Um comprimido de Acetilcisteína Generis 600 mg comprimidos efervescentes por dia,
de preferência à noite. Dose máxima diária recomendada de 600 mg/dia.

Posologia na criança:
Não usar em crianças com idade inferior a 12 anos de idade ou com peso inferior a
30 kg.

Crianças com idade superior a 12 anos: dose idêntica à dos adultos.

Dissolver o comprimido efervescente em meio copo de água, ou outro líquido, e
aguardar até se tornar numa solução homogénea. Usar copo de material de vidro ou
plástico (nunca usar com material de borracha ou de metal).

Posologia no idoso:
Este medicamento é apropriado para utilização no idoso. Recomenda-se precaução
nos casos de existência de patologia ulcerosa péptica (ver ?Não tome Acetilcisteína
Generis? e ?Tome especial cuidado com Acetilcisteína Generis?).

Se tomar mais Acetilcisteína Generis do que deveria
A acetilcisteína foi administrada ao homem em doses de até 500 mg/kg sem que
tenha provocado sintomas de sobredosagem. No caso de se produzirem reacções
como as já mencionadas, após doses elevadas, considera-se suficiente a
administração de um tratamento sintomático.

Caso se tenha esquecido de tomar Acetiscisteína Generis
Tente tomar este medicamento conforme indicado pelo seu médico. No entanto, se
se esqueceu de tomar uma dose, deverá tomá-la assim que se lembrar. Contudo, se
faltar pouco tempo para a próxima toma, não tome a dose esquecida. Não tome uma
dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu
médico ou farmacêutico.

4 EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, o Acetilcisteína Generis pode causar efeitos
secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Ocasionalmente podem produzir-se alterações digestivas (náuseas, vómitos e
diarreias), e raramente podem surgir reacções de hipersensibilidade, como urticária
e broncoespasmos. Deve ser tomada especial atenção nos doentes asmáticos pelo
risco de ocorrer broncoconstrição. Nestes casos deve interromper-se o tratamento e
consultar um médico.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou detectar quaisquer efeitos
secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5 COMO CONSERVAR ACETILCISTEÍNA GENERIS

Mantenha a Acetilcisteína Generis fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 25ºC.

Não utilize Acetilcisteína Generis após o final do prazo de validade impresso na
embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês
indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não
necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6 OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Acetilcisteína Generis
A substância activa deste medicamento é a acetilcisteína. Cada comprimido
efervescente contém 200 mg e 600 mg de acetilcisteína, respectivamente.

Os restantes componentes são:
Citrato monossódico, bicarbonato de sódio, aspartamo (E951), permaseal aroma de
limão, povidona e macrogol 6000.

Qual o aspecto de Acetilcisteína Generis e conteúdo da embagem
A Acetilcisteína Generis apresenta-se na forma de comprimidos efervescentes
estando disponível em embalagens de 20 e 60 comprimidos.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Generis Farmacêutica, S.A.
Office Park da Beloura, Edifício nº 4
2710-444 Sintra
Portugal
Fabricante
FARMA-APS, Produtos Farmacêuticos, S.A.
Rua João de Deus, nº19, Venda Nova
2700 ? 487 Amadora
Portugal

Este folheto informativo foi aprovado pela última vez em