Gino-Canesten 1 Clotrimazol bula do medicamento

Bulas Relacionadas comercializadas no Brasil Gino-canesten Compr, Gino-canesten 1%,

 

Neste folheto:
1. O que é Gino-Canesten 1 e para que é utilizado
2. Antes de utilizar Gino-Canesten 1
3. Como utilizar Gino-Canesten 1
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Gino-Canesten 1
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Gino-Canesten 1, 500 mg, Comprimido Vaginal
Clotrimazol

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessárioutilizar Gino-Canesten 1 comprimido vaginal com precaução para obter os devidosresultados.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas, consulte o seu médico.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É GINO-CANESTEN 1 E PARA QUE É UTILIZADO

Gino-Canesten 1 – comprimido vaginal contém a substância activa clotrimazolpertencente a um grupo de substâncias conhecido como "antifúngicos".

O clotrimazol possui um amplo espectro de actividade o que lhe permite a eliminaçãoeficaz de um grande número de fungos, responsáveis por várias infecções da pele
(dermatomicoses) e genitais nomeadamente candidíase vaginal que afecta a zona vaginal
(vaginite).
A candidíase vaginal é uma infecção causada por um fungo designado Candida queocorre com alguma frequência em mulheres. Este fungo (Candida) encontra-se na pelehumana, fezes e vagina podendo em certas situações tornar-se patogénico. Os sintomasda candidíase vaginal são prurido (comichão), rubor, corrimento esbranquiçado e odordesagradável.

Gino-Canesten 1 comprimido vaginal é utilizado para tratamento de infecções genitaislocalizadas na vagina provocadas por um fungo chamado Candida: Candidíase vaginalrecorrente com diagnóstico médico prévio. Esta situação é caracterizada por corrimentovaginal esbranquiçado, acompanhado de prurido (comichão) vaginal e habitualmentemais acentuada antes da menstruação.

2. ANTES DE UTILIZAR GINO-CANESTEN 1

Não utilize Gino-Canesten 1
-se tem alergia (hipersensibilidade) ao clotrimazol ou a qualquer outro componente de
Gino-Canesten 1 comprimido vaginal
Consulte também o capítulo ?Outras informações? para verificar se é alérgico ouintolerante a algum componente.
Se não tem a certeza de já ter tido qualquer alergia devida ao clotrimazol consulte o seumédico.

Tome especial cuidado com Gino-Canesten 1
-Quando utilizado com produtos à base de látex (ex: preservativos e diafragma): verifica-
se uma redução da eficácia e da segurança destes produtos ? este efeito é temporário eocorre apenas durante o tratamento.
-O tratamento deverá estar concluído antes do início da menstruação. Durante o períodomenstrual não se deverá efectuar o tratamento.
-Nos três primeiros meses da gravidez, é necessário especial precaução se houverutilização vaginal.
-Gino-Canesten 1 comprimido vaginal, não pode ser utilizado por crianças, mas pode serutilizado por pessoas idosas.

Ao utilizar Gino-Canesten 1 comprimido vaginal com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Neste caso, não se conhecem alterações do efeito de Gino-Canesten 1 – comprimidovaginal pelo facto de se utilizarem outros medicamentos.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Nos três primeiros meses da gravidez, como todos os medicamentos, Gino-Canesten 1 -comprimido vaginal só deverá ser utilizado por recomendação e vigilância médica.

Durante a gravidez, é aconselhado usar apenas os comprimidos vaginais, uma vez, queestes podem ser inseridos sem se utilizar o aplicador.

Recomenda-se a desinfecção das vias obstétricas, em particular durante as últimas 4 ? 6semanas da gravidez.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

3. COMO UTILIZAR GINO-CANESTEN 1

Utilizar Gino-Canesten 1 comprimido vaginal sempre de acordo com as indicações domédico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Introduzir 1 comprimido vaginal o mais profundamente possível na vagina, ao deitar.
Gino-Canesten 1 – comprimido vaginal destina-se a ser utilizado apenas uma vez, pois,constitui um tratamento de um dia.
Recomenda-se que a aplicação seja feita com a doente deitada de costas e com as pernasflectidas.
Consultar as ?Instruções para aplicação do Comprimido Vaginal?.

Se:
-Os lábios ou as áreas adjacentes estiverem simultaneamente inflamadas, deverá informaro seu médico porque vai precisar de efectuar um tratamento local, com a formafarmacêutica adequada (creme vaginal).
-O seu parceiro sexual apresente sintomas como comichão ou inflamação nos órgãosgenitais deverá informar o médico pois poderá haver também necessidade de ele efectuartratamento local adequado.
-A vagina não tiver humidade suficiente, aconselha-se a utilização de creme vaginal
(excepção: possível alergia ao álcool cetoestearílico ? um componente do creme vaginalde Gino-Canesten).

Duração do tratamento
O Comprimido Vaginal de Gino-Canesten 1 deverá ser aplicado apenas uma vez, pois,constitui um tratamento de um dia.
Todavia, se necessário, o seu médico pode recomendar repetir o tratamento.

Se utilizar mais Gino-Canesten 1 comprimido vaginal do que deveria

Não se aplica.

Caso se tenha esquecido de utilizar Gino-Canesten 1 comprimido vaginal

Não se aplica.


4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Gino-Canesten 1 comprimido vaginal pode causar efeitossecundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos secundários mais frequentes são:

Reacções alérgicas, que se podem manifestar com: desmaios (sincope), tensão arterialbaixa (hipotensão), sensação de falta de ar (dispneia) e alterações gastrointestinais. Dorlocal.
Pele e anexos: comichão (prurido) e vermelhidão da pele.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.


5. COMO CONSERVAR GINO-CANESTEN 1 COMPRIMIDO VAGINAL

Não são necessárias precauções especiais de conservação.
O Comprimido Vaginal deve ser conservado na embalagem original do fabricante.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Gino-Canesten 1 comprimido vaginal após o prazo de validade impresso noembalagem exterior.O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.


6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Gino-Canesten 1 comprimido vaginal

A substância activa é clotrimazol.
1 comprimido vaginal contém 500 mg de clotrimazol.

-Os outros componentes são lactato de cálcio pentahidratado, polivinilpirrolidona, sílicacoloidal anidra, lactose, estearato de magnésio, amido de milho, celulose microcristalina,hidroxipropilmetilcelulose e ácido láctico.

Qual o aspecto de Gino-Canesten 1 comprimido vaginal e conteúdo da embalagem

Encontra-se disponível em embalagens de 1 comprimido vaginal e 1 aplicador.

O Comprimido Vaginal de Gino-Canesten 1 é inodoro e não mancha a roupa.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Bayer Portugal S.A.
Rua da Quinta do Pinheiro, 5
2794-003 Carnaxide

Fabricante

Bayer HealthCare AG
Werk Leverkusen
D-51368 Leverkusen
Alemanha

Este folheto foi aprovado pela última vez em

INSTRUÇÕES DE APLICAÇÃO

A. Introdução do comprimido vaginal com aplicador


1. Puxar o êmbolo (A) até prender.

Colocar o comprimido vaginal no aplicador (B).


2. Introduzir cuidadosamente o aplicador com o comprimido o mais profundamentepossível na vagina (de preferência deitada e com as pernas ligeiramente flectidas).


3. Empurrar o êmbolo cuidadosamente até prender de modo a depositar o comprimido navagina. Remover o êmbolo.

B. Introdução do comprimido vaginal sem aplicador

Após lavagem das mãos, introduzir o comprimido vaginal o mais profundamente possívelna vagina utilizando directamente o dedo (de preferência deitada e com as pernasligeiramente flectidas).