Hydrea bula do medicamento

Bulas Relacionadas comercializadas no Brasil Hydrea,

 

Neste folheto:

1. O que é Hydrea e para que é utilizado
2. Antes de tomar Hydrea
3. Como tomar Hydrea
4. Efeitos secundários Hydrea
5. Como conservar Hydrea
6. Outras informações

HYDREA 500 mg

Cápsulas

Hidroxiureia

Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento. Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

1. O QUE É HYDREA E PARA QUE É UTILIZADO

Hydrea é um medicamento que está indicado no tratamento de algumas neoplasias, bem como no controlo, no adulto, de algumas situações associadas a um tipo de anemia designada de drepanocitose ou anemia falciforme.

Grupo farmacoterapêutico: 16.1.9 Medicamentos antineoplásicos e imunomoduladores, citotóxicos, outros citotóxicos

2. ANTES DE TOMAR HYDREA
Não tome Hydrea

-                se tem alergia (hipersensibilidade) à hidroxiureia ou a qualquer outro componente do medicamento

-                se está grávida ou a amamentar

Tome especial cuidado com Hydrea nas seguintes situações

-                se tiver contagens das células sanguíneas alteradas, como anemia, por exemplo;

-                se já esteve sujeito a outros tratamentos para a mesma doença, por exemplo radioterapia ou tratamento com outro medicamento;

-                se tiver alguma doença renal;

-                se estiver a tomar medicamentos para a infecção pelo VIH;

-      se desenvolver uma lesão cutânea deverá procurar o médico de imediato, uma vez que a situação poderá evoluir para uma condição clínica grave. Nestes casos informe sempre o seu médico.

Deverá ingerir líquidos com regularidade.

Não foram estabelecidas a segurança e a eficácia na criança.

Hydrea cápsulas contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Tomar Hydrea com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Outros tratamentos para a mesma doença, como radioterapia ou o tratamento com outros medicamentos podem aumentar a ocorrência de efeitos indesejáveis.

Uma vez que a hidroxiureia pode aumentar os níveis séricos de ácido úrico, poderá ser necessário o ajuste da dose dos medicamentos para controlo da uricemia.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Este medicamento não deverá ser administrado durante a gravidez e o aleitamento. Informe o seu médico se estiver grávida, se pensa engravidar ou se estiver a amamentar.

Condução de veículos e utilização de máquinas:

O efeito de Hydrea sobre a condução e utilização de máquinas não foi estudado. No entanto dever-se-à ter em consideração que Hydrea poderá causar alguns efeitos, como sonolência, que poderão influenciar a capacidade de conduzir veículos e utilizar máquinas.

3. COMO TOMAR HYDREA

Posologia e instruções de uso

Este medicamento destina-se a ser tomado por via oral.

O seu médico definiu a dose diária com base no seu peso e características individuais. Cumpra rigorosamente as recomendações e não altere a posologia por sua iniciativa. Continue a tomar o medicamento até que o médico o suspenda.

Se preferir, ou se não for capaz de deglutir as cápsulas, então o conteúdo das cápsulas pode ser esvaziado para um copo com água e tomado de imediato (algum material inerte poderá não se dissolver e ficar à superfície).

Se esvaziar o conteúdo da cápsula deve fazê-lo com o máximo de precaução, de modo a evitar o contacto do pó com a pele e mucosas, bem como a evitar a inalação do pó aquando da abertura da cápsula. Se o pó se espalhar, deve ser imediatamente limpo com uma toalha húmida e colocado num recipiente fechado, tal como um saco de plástico, juntamente com as cápsulas vazias.

Os indivíduos que não estão a tomar o medicamento não devem ser expostos ao mesmo.

Utilizar luvas descartáveis na manipulação do medicamento e lavar as mãos antes e após a manipulação.

Se tomar mais Hydrea do que deveria:

Não há qualquer risco imediato se tomar demasiadas cápsulas ou se alguém (uma criança por exemplo) por acidente engolir algumas. Contacte o médico ou o hospital mais próximo.

Caso se tenha esquecido de tomar Hydrea:

Se por acaso se esqueceu de tomar uma dose, então deve simplesmente tomar a dose normal quando for o momento de tomar a dose seguinte. Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS HYDREA

Como os demais medicamentos, Hydrea pode causar efeitos secundários em algumas pessoas. Nem sempre é possível diferenciar entre os efeitos indesejáveis causados por Hydrea, ou os que são causados por outros medicamentos que pode estar a tomar ao mesmo tempo ou pelas complicações da própria doença. Durante o tratamento com Hydrea foram relatados contagens das células sanguíneas alteradas, sonolência, tonturas, desorientação, alucinações, convulsões, elevação dos níveis de alguns parâmetros relacionados com a função renal (ácido úrico, ureia e creatinina) e a função hepática, hemorragia, distúrbios gastrintestinais, anorexia e nauseas. A nível dermatológico, foram referidas rubor, erupções, alterações da coloração, feridas, pápulas e atrofia. Também foram referidos sintomas semelhantes aos sintomas gripais, falta de força, aumento de peso e infecção viral.

Nos doentes submetidos a radioterapia, Hydrea pode acentuar algumas reacções habitualmente observadas com a radiação, como a irritação gástrica e mucosite.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR HYDREA

Não conservar acima de 25°C e proteger da humidade. Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Hydrea após o prazo de validade impresso na embalagem, a seguir a VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Hydrea

- A substância activa é a hidroxiureia, também denominada hidroxicarbamida

- Os outros componentes são: lactose, fosfato de sódio dibásico anidro, ácido cítrico anidro e estearato de magnésio. A cápsula é composta por: óxido de ferro amarelo (E 172), carmim de indigo (E 132), dióxido de titânio (E 171), gelatina e eritrosina ( E127).

Titular da Autorização de Introdução no Mercado: Bristol-Myers Squibb Farmacêutica Portuguesa, Lda.

Edifício Fernão de Magalhães, Quinta da Fonte, 2780-730 Paço de Arcos, Portugal

Para quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o titular da autorização de introdução no mercado.

Este folheto foi revisto pela última vez em : 24-01-2006.