Larentel Dextrometorfano bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Larentel e para que é utilizado
2. Antes de utilizar Larentel
3. Como utilizar Larentel
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Larentel
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Larentel 7,33 mg pastilhadextrometorfano

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessárioutilizar Larentel com precaução para obter os devidos resultados.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas após 3-5 dias, consulte o seumédico.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É LARENTEL E PARA QUE É UTILIZADO

Larentel são um medicamento para o tratamento sintomático da tosse seca. Este tipo detosse pode estar associada a constipações e a estados gripais.

Indicações
Indicado no tratamento da tosse seca, irritativa e não produtiva.

2. ANTES DE UTILIZAR LARENTEL

Não utilize Larentel
-se tem alergia (hipersensibilidade) ao dextrometorfano ou a qualquer outro componente.
-se tem asma brônquica, doença pulmonar obstrutiva crónica (bronquite crónica eenfisema), pneumonia, insuficiência da função de ventilação pulmonar (depressãorespiratória), actividade respiratória inadequada (insuficiência respiratória),
-por crianças com menos de 12 anos,
-durante a utilização simultânea de certos medicamentos que melhoram o humor
(inibidores da MAO (monoamino-oxidase)) ou durante o período de 14 dias apóssuspensão da terapêutica com um inibidor da MAO.

Tome especial cuidado com Larentel

-se tem uma função renal comprometida.

No caso de tosse com produção significativa de muco, só deve utilizar este medicamentoapós consultar o seu médico e de acordo com a sua prescrição, e apenas com grandecuidado, porque, nestas circunstâncias, a supressão da tosse não é desejável.
A tosse crónica pode ser um sintoma precoce de asma brônquica e, neste caso, Larentelnão está indicado para suprimir este tipo de tosse, especialmente em crianças.
Tenha atenção porque Larentel pode causar dependência psicológica e física. Portanto,em doentes com tendência para a toxicodependência ou dependência de medicamentos, otratamento com Larentel deve ser de curta duração e sob vigilância médica rigorosa.

Crianças
Larentel não é adequado para crianças com menos de 12 anos. Existem medicamentosnoutras formas farmacêuticas para este propósito.

Ao utilizar Larentel com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

-Em casos de tratamento anterior com certos medicamentos que melhoram o humor
(antidepressivos do tipo dos inibidores da MAO tipo I) ou de administração simultâneacom este tipo de medicamentos, existe a possibilidade de ocorrer efeitos sobre o sistemanervoso central, tais como agitação e confusão, febre alta e alterações das funçõesrespiratórias e circulatória (conhecidos por síndrome da serotonina). Também seobservaram sintomas semelhantes durante a administração simultânea com o antibióticolinezolida.
-A toma simultânea de outros medicamentos com efeito depressivo do sistema nervosocentral pode produzir um aumento mútuo dos efeitos.
-Se Larentel for utilizado em associação com expectorantes, pode ocorrer umaacumulação perigosa de secreções devido à diminuição do reflexo da tosse.
-A utilização simultânea de medicamentos que inibem o sistema enzimático 2D6 docitocromo P450 no fígado e inibem, portanto, o metabolismo do dextrometorfano, emparticular amiodarona, quinidina, fluoxetina, haloperidol, paroxetina, propafenona,tioridazina cimetidina e ritonavir, pode produzir um aumento da concentração dedextrometorfano.
-Alguns medicamentos (por ex., certos hipotensores chamados inibidores da enzimaconversora da angiotensina [IECA]) podem causar tosse. Se tomar este tipo demedicamentos, fale primeiro com o seu médico antes de utilizar um supressor da tosse.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

A utilização durante a gravidez deve ser efectuada após uma avaliação cuidadosa, por ummédico, dos benefícios e possíveis efeitos secundários sobre a mãe e filho (ver tambémsecção 4 ?Efeitos secundários possíveis?). O dextrometorfano só deve ser tomado durantea amamentação, após consultar o seu médico.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Mesmo quando utilizado de acordo com as instruções, este medicamento pode causarocasionalmente ligeira fadiga e, por este motivo, alterar as reacções e afectar acapacidade de conduzir ou utilizar máquinas. Estes efeitos podem ser aumentados emgrande parte quando é tomado juntamente com álcool ou medicamentos que por sipróprios podem afectar as reacções.

Informações importantes sobre alguns componentes de Larentel
Este medicamento contém sacarose, glucose e frutose. Se foi informado de que temintolerância a alguns açúcares, consulte o seu médico antes de tomar Larentel .
Uma pastilha contém
2,2 g de sacarose (açúcar).
1,1 g de glucose que corresponde a aproximadamente 0,3 unidades de hidratos de carbono. Deve ter estainformação em consideração se tiver de seguir uma dieta antidiabética.

3. COMO UTILIZAR LARENTEL

Utilizar Larentel sempre de acordo com as indicações do folheto. Fale com o seu médicoou farmacêutico se tiver dúvidas.

Excepto se prescrito de modo diferente pelo médico, a dose habitual é:
Adultos e adolescentes com idade igual e superior a 12 anos: 2 pastilhas (equivalente a
14,66 mg de dextrometorfano), conforme necessário, a cada intervalo de 4 – 6 horas; adose diária total máxima é de 12 pastilhas (equivalente a 88 mg de dextrometorfano).

Modo de administração
Chupe lentamente as pastilhas. Não engolir!

Duração de utilização
Não utilize Larentel durante mais de 3 – 5 dias sem consultar um médico.
Utilize sempre Larentel de acordo com as indicações do seu médico. Fale com o seumédico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Se tiver a impressão de que o efeito de Larentel é demasiado forte ou demasiado fraco,fale com o seu médico ou farmacêutico.

Se utilizar mais Larentel do que deveria
Em casos de sobredosagem (mais do que 20 pastilhas ou, mais do que 3 mg/kg do pesocorporal, no caso de crianças), podem ocorrer, agitação, tonturas, depressão respiratória
(inibição respiratória), alucinações, perturbações da consciência, diminuição da tensãoarterial, taquicardia (batimentos acelerados do coração), aumento do tónus muscular
(tensão muscular) e ataxia (problemas com os movimentos).
Informe imediatamente um médico em caso de suspeita de uma sobredosagem.

Caso se tenha esquecido de utilizar Larentel
Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, Larentel pode causar efeitos secundários, no entanto estesnão se manifestam em todas as pessoas.

A frequência dos efeitos secundários é apresentada com base nas seguintes categorias:
Muito frequentes: afecta mais do que 1 indivíduo tratado em cada 10
Frequentes: afecta 1 a 10 indivíduos tratados em cada 100
Pouco frequentes: afecta 1 a 10 indivíduos tratados em cada 1 000
Raros: afecta 1 a 10 indivíduos tratados em cada 10 000
Muito raros: afecta menos do que 1 indivíduo tratado em cada 10 000
Desconhecido: a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis.

Efeitos secundários possíveis
Doenças do sistema imunitário
Muito raros: reacções de hipersensibilidade.
Aos primeiros sinais de uma reacção de hipersensibilidade, o medicamento NUNCA maisdeve ser utilizado. Informe o seu médico.

Doenças do sistema nervoso
Pouco frequentes: fadiga ligeira, tonturas.
Muito raros: sonolência, alucinações; desenvolvimento de dependência em caso de abuso.

Doenças gastrointestinais
Pouco frequentes: náuseas, alterações gastrointestinais, vómitos.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR LARENTEL

Não conservar acima de 25°C.
Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Larentel após o prazo de validade impresso no blister e na embalagemexterior, após VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Larentel
A substância activa é o dextrometorfano.
Uma pastilha contém 7,33 mg de dextrometorfano.

Os outros componentes são: sacarose, glucose líquida, levomentol, mel, aroma de mel, corrector de sabor, cera anti-
agregante (óleo vegetal hidrogenado, carbonato de cálcio, lecitina, cera de carnaúba),talco, emulsão de simeticone a 30%.

Qual o aspecto de Larentel e conteúdo da embalagem
Este medicamento é uma pastilha redonda amarela.
As embalagens contêm 12 ou 18 pastilhas.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Laboratorios Vicks, S.L.
Avenida de Bruselas, 24
28108 Alcobendas Madrid – Spain

Distribuidor em Portugal:

Procter & Gamble Portugal – Produtos de Consumo, Higiene e Saúde, S.A
Edifício Álvares Cabral, Qta. da Fonte ? Rua da Fonte Caspolima, 6-6A,
2774-527 Paço de Arcos

Fabricante

Procter & Gamble Manufacturing GmbH,
Sulzbacher Str 40 ? 50, D-65824 Schwalbach am Taunus

Este folheto foi aprovado pela última vez em