Lercanidipina Farmoz Lercanidipina bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Lercanidipina Farmoz e para que é utilizado
2. Antes de tomar Lercanidipina Farmoz
3. Como tomar Lercanidipina Farmoz
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Lercanidipina Farmoz
6. Outras informações
FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

LERCANIDIPINA FARMOZ 10 mg, Comprimidos Revestidos por Película
LERCANIDIPINA FARMOZ 20 mg, Comprimidos Revestidos por Película
(Cloridrato de Lercanidipina)

Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.
– Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.
– Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
– Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É LERCANIDIPINA FARMOZ E PARA QUE É UTILIZADO

Lercanidipina Farmoz é um medicamento anti-hipertensor que contém lercanidipina (soba forma de cloridrato).

A lercanidipina pertence ao grupo de medicamentos designados por bloqueadores doscanais do cálcio (ao grupo das di-hidropiridinas) que são utilizados para tratar a tensãoarterial elevada (3.4.3: Anti-hipertensores bloqueadores da entrada de cálcio).

Lercanidipina Farmoz foi-lhe receitado para tratar a sua tensão arterial elevada, condiçãotambém conhecida por hipertensão.

2. ANTES DE TOMAR LERCANIDIPINA FARMOZ

Não tome Lercanidipina Farmoz
– Se tem alergia (hipersensibilidade) à lercanidipina, a fármacos semelhantes àlercanidipina (tais como amlodipina, nicardipina, felodipina, isradipina, nifedipina oulacidipina), ou a qualquer outro componente de Lercanidipina Farmoz;
– Se sofrer de certas doenças cardíacas, como insuficiência cardíaca congestiva nãocontrolada, obstrução do fluxo de sangue a partir do coração, angina instável (angina emrepouso ou progressivamente crescente) ou se tiver tido um ataque cardíaco no últimomês;

– Se sofrer de doença hepática ou renal grave.

Não se recomenda o uso de Lercanidipina Farmoz durante a gravidez e a lactação (ver
?Gravidez e aleitamento?).

Lercanidipina Farmoz não está recomendado em menores de 18 anos.

Tome especial cuidado com Lercanidipina Farmoz
– Se tomar Lercanidipina Farmoz em conjunto com medicamentos contendo inibidoresdas enzimas hepáticas (por ex.: cetoconazol, itraconazol, ritonavir, troleandomicina eeritromicina) ou ciclosporina.
– Se sofrer de certas doenças cardíacas e/ou se tiver um pacemaker, devendo informar oseu médico se apresentar estas condições, de modo a que a sua situação seja ponderadaaquando da prescrição de Lercanidipina Farmoz.

Informe o seu médico se sofrer de doença hepática ou renal ou se estiver a fazer diálise,para que ele possa ajustar correctamente a posologia.
Ao tomar Lercanidipina Farmoz com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Se estiver a tomar outros medicamentos para a hipertensão, como beta-bloqueadores,diuréticos ou inibidores da ECA, pode tomar ao mesmo tempo Lercanidipina Farmoz emsegurança, mas esclareça sempre este assunto com o seu médico.

Se estiver a tomar medicamentos como a cimetidina, numa dose superior a 800 mg pordia, ou digoxina, ou midazolam tomado concomitante e regularmente, pode necessitar deser vigiado quando estiver a tomar Lercanidipina Farmoz. Informe o seu médico sempreque estiver a utilizar algum destes medicamentos.

Deve tomar precauções se estiver a tomar, ou estiver a ser tratado, com um dos seguintesmedicamentos: rifampicina, terfenadina, astemizol, amiodarona, quinidina. Informe o seumédico se estiver a tomar qualquer um destes medicamentos. O seu médico aconselhá-lo-
á nestas circunstâncias.

Igualmente, deve tomar precauções se estiver a tomar fármacos antiepilépticos como afenitoína ou a carbamazepina.

Os antifúngicos orais (cetoconazol ou itraconazol), antibióticos macrólidos (comoeritromicina ou troleandomicina) e antivíricos orais para o tratamento de infecções do
HIV (como ritonavir) podem potenciar o efeito de Lercanidipina Farmoz, devendo serevitados.

Se Lercanidipina Farmoz é tomado em conjunto com um medicamento contendociclosporina, o efeito de ambos os fármacos pode ser aumentado, pelo que não devem sertomados em conjunto.
Ao tomar Lercanidipina Farmoz com alimentos e bebidas
Não deve tomar Lercanidipina Farmoz com toranja ou sumo de toranja. A toranja e osumo de toranja podem intensificar o efeito de Lercanidipina Farmoz, devendo serevitados.

O álcool pode aumentar os efeitos dos fármacos anti-hipertensores e, por isso, éaconselhável que elimine ou limite rigorosamente o consumo de bebidas alcoólicasenquanto estiver a tomar Lercanidipina Farmoz.

Lercanidipina Farmoz deverá ser tomado pelo menos 15 minutos antes do pequeno-
almoço, porque uma refeição rica em gorduras aumenta significativamente os níveissanguíneos do fármaco.
Gravidez e aleitamento
Lercanidipina Farmoz não está recomendado durante a gravidez e a lactação.

Não tome Lercanidipina Farmoz se estiver grávida ou a amamentar. Se desejarengravidar ou se não estiver a utilizar um método anticoncepcional, não utilize
Lercanidipina Farmoz.

Se estiver a tomar Lercanidipina Farmoz e pensa que está grávida, consulte o seu médico.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Condução de veículos e utilização de máquinas
A experiência clínica com a lercanidipina indica ser improvável que a capacidade deconduzir ou utilizar máquinas seja afectada. Contudo, deve tomar-se cuidado dado quepodem ocorrer tonturas, astenia, fadiga e, raramente, sonolência.
Informações importantes sobre alguns componentes de Lercanidipina Farmoz
Lercanidipina Farmoz contém sódio (0,9 mg no caso de Lercanidipina Farmoz 10 mg e
1,4 mg no Lercanidipina Farmoz 20 mg, por comprimido). Isto deverá ser tido emconsideração em doentes com uma dieta de restrição de sódio.

3. COMO TOMAR LERCANIDIPINA FARMOZ

Tome Lercanidipina Farmoz sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com oseu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. A dose habitual é um comprimido de
Lercanidipina Farmoz 10 mg por dia à mesma hora do dia, de preferência de manhã, pelo

menos 15 minutos antes do pequeno-almoço, porque uma refeição rica em gordurasaumenta significativamente os níveis sanguíneos do fármaco.
Se necessário, o seu médico poderá aumentar-lhe a dose para um comprimido de
Lercanidipina Farmoz 20 mg por dia.

De preferência deverá engolir os comprimidos inteiros com um pouco de água.
Se tomar mais Lercanidipina Farmoz do que deveria
Se tomar mais do que a dose receitada ou em caso de sobredosagem, consulteimediatamente um médico e, se possível, leve os comprimidos e/ou a embalagemconsigo.
Exceder a dose correcta pode causar uma grande baixa da sua tensão arterial e osbatimentos cardíacos podem tornar-se irregulares ou mais rápidos. Pode tambémprovocar perda de consciência.
Caso se tenha esquecido de tomar Lercanidipina Farmoz
De imediato, tome a sua dose normal e, no dia seguinte, continue de acordo com o que omédico lhe receitou.
Caso se esqueça de tomar o comprimido, tome-o logo que se lembre, a menos que estejaquase na hora da próxima dose. Não tome uma dose a dobrar para compensar uma doseque se esqueceu de tomar. Não exceda a dose receitada.
Se parar de tomar Lercanidipina Farmoz
Interromper o tratamento com Lercanidipina Farmoz pode agravar a sua hipertensão. Nãointerrompa o tratamento a menos que seja o seu médico a dizer-lhe que o faça.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, Lercanidipina Farmoz pode causar efeitos secundários, noentanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos secundários mais frequentemente observados em ensaios clínicos controladoscom lercanidipina foram as cefaleias, tonturas, edema das pernas ou dos tornozelos,palpitações, sensação de fraqueza e rubor.

Mais raramente, podem ocorrer perturbações gastrointestinais tais como azia, náuseas,vómitos, diarreia, dores abdominais, erupções cutâneas, dores musculares, sonolência,aumento do volume urinário ou da frequência urinária e fadiga.
Tal como para outros fármacos do grupo das di-hidropiridinas, em ocasiões muito rarasfoi reportada hiperplasia (espessamento) das gengivas, aumentos isolados e reversíveis

dos níveis séricos de enzimas hepáticas (transaminases), baixa da pressão arterial (poder-
se-á sentir tonto/a).

Em doentes com angina, foi descrito que algumas di-hidropiridinas aumentam afrequência ou a gravidade da angina.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR LERCANIDIPINA FARMOZ

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

Não utilize Lercanidipina Farmoz após o prazo de validade impresso na embalagemexterior, após ?VAL.?. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize Lercanidipina Farmoz se verificar sinais visíveis de deterioração.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Lercanidipina Farmoz
A substância activa é o cloridrato de lercanidipina.
Cada comprimido revestido por película de Lercanidipina Farmoz 10 mg contém 10 mgde cloridrato de lercanidipina.
Os outros componentes são: amido de milho, amido glicolato de sódio (tipo A), dióxidode silicone coloidal, celulose microcristalina (pH 113), poloxamero 188, estearil fumaratode sódio e macrogol 6000. O revestimento do comprimido contém: hipromelose 6cP,macrogol 6000, óxido de ferro amarelo (E172) e dióxido de titânio (E171).

Cada comprimido revestido por película de Lercanidipina Farmoz 20 mg contém 20 mgde cloridato de lercanidipina.
Os outros componentes são: celulose microcristalina (pH 112 e pH 113), amido de milho,amido glicolato de sódio (tipo A), dióxido de silicone coloidal, povidona e estearilfumarato de sódio. O revestimento do comprimido contém: hipromelose 6cP, macrogol
6000, óxido de ferro vermelho (E172) e dióxido de titânio (E171).

Qual o aspecto de Lercanidipina Farmoz e conteúdo da embalagem
Os comprimidos revestidos por película de Lercanidipina Farmoz 10 mg são redondos ebiconvexos, de cor amarela, e ranhurados numa das faces.

Os comprimidos revestidos por película de Lercanidipina Farmoz 20 mg são redondos ebiconvexos, de cor rosa, e ranhurados numa das faces.

Os comprimidos apresentam-se em embalagens ?blisters? de 7,14, 28, 35, 42, 50, 56, 98 e
100 comprimidos.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.
Titular da Autorização de Introdução no Mercado

FARMOZ ? Sociedade Técnico-Medicinal, S.A.
Rua da Tapada Grande, n.º 2
Abrunheira
2710-089 Sintra
Telef: 21 041 41 00
Fax: 21 941 21 57
E-mail: [email protected]
Fabricante

Tecnimede ? Sociedade Técnico-Medicinal, S.A.
Quinta da Cerca, Caixaria, 2565-187 Dois Portos, Portugal

Para quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o Titular da
Autorização de Introdução no Mercado.

Medicamento sujeito a receita médica

Este folheto foi aprovado pela última vez em