Lercanidipina Labesfal Lercanidipina bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Lercanidipina Labesfal e para que é utilizado
2. Antes de tomar Lercanidipina Labesfal
3. Como tomar Lercanidipina Labesfal
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Lercanidipina Labesfal
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Lercanidipina Labesfal 10 mg Comprimidos revestidos por película
Lercanidipina Labesfal 20 mg Comprimidos revestidos por película

(Cloridrato de Lercanidipina)

Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento.
– Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
– Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
– Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É Lercanidipina Labesfal E PARA QUE É UTILIZADO

A lercanidipina pertence ao grupo de medicamentos designados por bloqueadores daentrada de cálcio. Lercanidipina Labesfal foi prescrito pelo seu médico para o tratamentoda pressão arterial elevada também conhecida como hipertensão.

2. ANTES DE TOMAR Lercanidipina Labesfal

Não tome Lercanidipina Labesfal
– se tem alergia (hipersensibilidade) ao cloridrato de lercanidipina ou a qualquer outrocomponente de Lercanidipina Labesfal;
– se tiver tido qualquer reacção alérgica a fármacos semelhantes aos comprimidos
Lercanidipina Labesfal (tais como amlodipina, nicardipina, felodipina, isradipina,nifedipina ou lacidipina)
– se sofre de determinadas doenças cardíacas:insuficiência cardíaca não controlada;obstrução do fluxo de sangue a partir do coração;angina instável (angina em repouso ou progressivamente crescente);se tiver tido um ataque cardíaco no último mês.
– se sofrer de doença hepática ou renal grave.

– se estiver a tomar fármacos que são inibidores da isoenzima CYP3A4:medicamentos antifúngicos (como o cetoconazol ou itraconazol);antibióticos macrólidos (como eritromicina ou troleandomicina);antivirais (como o ritonavir).
– concomitantemente com outro fármaco chamado ciclosporina.
– com toranja ou sumo de toranja.

Tome especial cuidado com Lercanidipina Labesfal
Se tiver alguma das seguintes condições listadas:
– Alguns outros problemas do coração;
– Problemas com o seu fígado ou rim;
– Algumas das di-hidropiridinas podem raramente conduzir a dores pré-cordiais ouangina de peito. Muito raramente poderão ocorrer em doentes com angina de peito umaumento da frequência, duração ou gravidade destas crises. Podem ser observados casosisolados de enfarte do miocárdio.

Tomar Lercanidipina Labesfal com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
– estiver a tomar medicamentos que são inibidores da isoenzima CYP3A4 (medicamentosque irão aumentar a absorção da Lercanidipina):
– medicamentos antifúngicos (como o cetoconazol ou itraconazol);
– antibióticos macrólidos (como a eritromicina ou troleandomicina);
– antivirais (como o ritonavir).
– estiver a tomar beta-bloqueadores, diuréticos, ou inibidores da ECA (medicamentospara tratamento da pressão arterial elevada), embora estes possam ser tomados comsegurança com Lercanidipina Labesfal.
– estiver a tomar cimetidina ( mais de 800 mg, um medicamento para úlceras, indigestãoou azia).
– estiver a tomar digoxina (um medicamento para tratamento de problemas cardíacos).
– estiver a tomar midazolam (um medicamento que o ajuda a dormir).
– estiver a tomar rifampicina (um medicamento para tratamento da tuberculose).
– se estiver a tomar astemizole.
– estiver a tomar terfenadina (um medicamento para alergias).
– estiver a tomar amiodarona ou quinidina (medicamentos para tratamento de batimentocardíaco rápido).
– estiver a tomar fenitoina ou carbamazepina (medicamentos para a epilepsia).
– estiver a tomar medicamentos que diminuam a resistência corporal à doença (como aciclosporina).

Tomar Lercanidipina Labesfal com alimentos e bebidas
Os doentes não devem consumir álcool durante o tratamento com Lercanidipina Labesfaluma vez que pode aumentar o efeito do Lercanidipina Labesfal. Os doentes não devemcomer toranjas ou beber sumo de toranja.

Gravidez e aleitamento

Não tome Lercanidipina Labesfal se estiver grávida ou a amamentar, ou deseje vir aengravidar ou se não usar qualquer método contraceptivo.
Se está a tomar Lercanidipina Labesfal e pensa estar grávida, consulte o seu médico.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Lercanidipina Labesfal não deverá afectar a sua capacidade de conduzir ou utilizarmáquinas, mas deve ser exercida precaução devido à possibilidade de tonturas, fraqueza efadiga. Não conduza ou utilize máquinas até conhecer os efeitos provocados por
Lercanidipina Labesfal.

Informações importantes sobre alguns componentes de Lercanidipina Labesfal
Não aplicável.

3. COMO TOMAR Lercanidipina Labesfal

Tome Lercanidipina Labesfal sempre de acordo com as indicações do médico. Fale como seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
A dose habitual é um comprimido de Lercanidipina Labesfal 10 mg Comprimidosrevestidos por película, por dia e à mesma hora do dia, de preferência de manhã, pelomenos 15 minutos antes do pequeno-almoço, porque uma refeição rica em gordurasaumenta significativamente os níveis sanguíneos do fármaco. Se necessário, o seu médicopoderá aumentar-lhe a dose para um comprimido de Lercanidipina Labesfal 20 mg
Comprimidos revestidos por película, por dia.
De preferência deverá engolir os comprimidos inteiros com um pouco de água.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico.

Se tomar mais Lercanidipina Labesfal do que deveria
Não exceda a dose prescrita.
Se tomar mais do que deveria ou no caso de sobredosagem, procure, imediatamente,aconselhamento médico e, se possível, leve os seus comprimidos/cartonagem consigo.
A sobredosagem pode causar a diminuição acentuada da pressão sanguínea e o batimentocardíaco ser irregular ou rápido. Pode, ainda, conduzir à inconsciência.

Caso se tenha esquecido de tomar Lercanidipina Labesfal
Tome, imediatamente, a sua dose normal e continue, no dia seguinte, como prescrito.
Se se esqueceu de tomar o comprimido, tome-o assim que se lembrar, salvo se estiver nahora de tomar a dose seguinte. Continue como prescrito. Não tome uma dose a dobrarpara compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.

Se parar de tomar Lercanidipina Labesfal
Se parar de tomar Lercanidipina Labesfal a sua pressão sanguínea pode aumentarnovamente.
Consulte, por favor, o seu médico antes de parar o tratamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como os demais medicamentos, Lercanidipina Labesfal pode causar efeitos secundários,no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos secundários (mais de 1 em 100, mas menos de 1 em 10 doentes) maisfrequentemente observados em ensaios clínicos foram: dores de cabeça, tonturas,tornozelos inchados, batimento cardíaco rápido, palpitações e episódios transitórios derubor na face e no pescoço.

Pouco frequentes (mais de 1 em 1.000, mas menos de 1 em 100 doentes): dor de cabeça,tonturas, batimento cardíaco rápido, palpitações e episódios transitórios de rubor na facee no pescoço, tornozelos inchados.

Raros (mais de 1 em 10.000, mas menos de 1 em 1.000 doentes): sonolência, náusea,vómitos, dor abdominal, dispepsia, diarreia, erupção cutânea (rash), dor muscular,poliúria (grandes quantidades de urina), fadiga.

Muito raros (menos de 1 em 10.000 doentes): desmaios, reacções alérgicas, gengivasinflamadas, aumento nos valores dos testes sanguíneos, os quais revelam alterações nofuncionamento do fígado, diminuição da pressão sanguínea que pode causar tonturas,delírios ou desmaios, aumento do número de vezes que urina e dores no peito.

Quando reportar qualquer efeito secundário, lembre-se de mencionar o nome demedicamentos que possa estar a tomar mesmo aqueles de uso ocasional.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR Lercanidipina Labesfal

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Lercanidipina Labesfal após o prazo de validade impresso na embalagemexterior e blister. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Conserve na embalagem de origem. A embalagem de origem deve ser armazenada emlocal seco.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Lercanidipina Labesfal
A substância activa é: cloridrato de lercanidipina 10 mg que é equivalente a 9,4 mg delercanidipina ou cloridrato de lercanidipina 20 mg que é equivalente a 18,8 mg delercanidipina.
Os outros componentes são:

Lercanidipina Labesfal 10 mg Comprimidos revestidos por película:
Núcleo: Amido de milho, carboximetilamido sódico, sílica anidra coloidal, celulosemicrocristalina, poloxâmero, fumarato sódico de estearilo e macrogol.
Revestimento: Hipromelose, macrogol, óxido de ferro amarelo (E172) e dióxido detitânio (E171).
Lercanidipina Labesfal 20 mg Comprimidos revestidos por película:
Núcleo: Celulose microcristalina, amido de milho, carboximetilamido sódico, sílicaanidra coloidal, povidona e fumarato sódico de estearilo.
Revestimento: Hipromelose, macrogol, óxido de ferro vermelho (E172) e dióxido detitânio (E171).

Qual o aspecto de Lercanidipina Labesfal e conteúdo da embalagem
Lercanidipina Labesfal 10 mg: Comprimidos revestidos por película biconvexos,circulares, amarelos e ranhurados numa das faces.
Lercanidipina Labesfal 20 mg: Comprimidos revestidos por película biconvexos,circulares, de cor rosa e ranhurados numa das faces.

Lercanidipina Labesfal está disponível em embalagens de 10, 14, 20, 28, 30, 56 e 60comprimidos revestidos por película.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Labesfal ? Laboratórios Almiro S.A.
Zona Industrial do Lagedo
3465-157 Santiago de Besteiros
Portugal

Este folheto foi aprovado pela última vez em