Lerdicamil Lercanidipina bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Lerdicamil e para que é utilizado
2. Antes de tomar Lerdicamil
3. Como tomar Lerdicamil
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Lerdicamil
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Lerdicamil 10 mg comprimidos revestidos por película
Cloridrato de lercanidipina

Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É LERDICAMIL E PARA QUE É UTILIZADO

Lerdicamil pertence a um grupo de medicamentos designados por bloqueadores doscanais de cálcio que são utilizados para tratar a tensão arterial elevada.
A lercanidipina actua alargando os vasos sanguíneos e tornando mais fácil a circulaçãodo sangue através dos mesmos.

2. ANTES DE TOMAR LERDICAMIL

Não tome Lerdicamil:
– se tem alergia (hipersensibilidade) ao cloridrato de lercanidipina ou a qualquer outroingrediente dos comprimidos Lerdicamil
– se tiver manifestado reacções alérgicas a fármacos semelhantes aos comprimidos
Lerdicamil (como a amlodipina, nicardipina, felodipina, isradipina, nifedipina oulacidipina)
– se estiver grávida ou a amamentar, se estiver a tentar engravidar ou se não estiver autilizar qualquer método contraceptivo eficaz.
– se sofre de certas doenças cardíacas:
– insuficiência cardíaca não controlada
– obstrução do fluxo de sangue a partir do coração
– angina instável (angina em repouso ou progressivamente crescente)
– no intervalo de um mês após um ataque cardíaco

– se sofre de problemas hepáticos ou renais graves
– se está a tomar um dos seguintes fármacos/ alimentos
– medicamentos antifúngicos (como cetoconazol ou itraconazol)
– antibióticos macrólidos (como eritromicina ou troleandomicina)
– antivirais (como o ritonavir, um medicamento para tratar a SIDA)
ciclosporina (um medicamento usado para prevenir a rejeição após um transplante.
– toranja ou sumo de toranja

Tome especial cuidado com Lerdicamil se:
Deverá informar o seu médico antes de tomar este medicamento se tiver:

-tem outros problemas cardíacos por exemplo angina de peito
-tem problemas hepáticos ou renais ligeiros ou moderados.

Algumas di-hidropiridinas podem raramente provocar dor pré-cordial ou angina de peito.
Muito raramente doentes com angina de peito pré-existente podem experimentar umaumento da frequência, duração ou gravidade destas crises. Podem ser observados casosisolados de enfarte do miocárdio.

Ao tomar Lerdicamil com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica,medicamentos à base de plantas ou qualquer um dos medicamentos seguintes:

– Bloqueadores-beta, diuréticos ou inibidores da ECA, medicamentos para tratar apressão arterial elevada, embora estes possam ser tomados seguramente em associaçãocom a lercanidipina, podendo ser necessário proceder ao ajuste de doses.
Cimetidina, mais de 800 mg, um medicamento para úlceras, indigestão ou azia
Digoxina, um medicamento para tratar um problema cardíaco
Midazolam, um medicamento que o ajuda a dormir
Rifampicina, um medicamento para tratar a tuberculose
– Terfenadina ou astemizol, medicamentos para as alergias
Amiodarona ou quinidina, medicamentos para tratar o batimento cardíaco rápido
– Fenitoína ou carbamazepina, medicamentos para a epilepsia.

Ao tomar Lerdicamil com alimentos e bebidas

Beber álcool durante o tratamento com Lerdicamil comprimidos pode aumentar o efeitodos comprimidos Lerdicamil, pelo que se recomenda não ingerir álcool enquanto estivera fazer tratamento com lercanidipina.

Gravidez e aleitamento

Não tome Lerdicamil se estiver grávida ou está a planear engravidar, dado que este podeafectar o desenvolvimento uterino do seu bebé.

Não amamente enquanto estiver a tomar Lerdicamil, pois a lercanidipina pode passarpara o leite materno.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não conduza nem utilize máquinas se sentir tonturas, fraqueza e fadiga enquanto estiver atomar Lerdicamil.

Informações importantes sobre alguns componentes de Lerdicamil:

Lerdicamil contém lactose mono-hidratada.
Se foi informado pelo seu médico de que tem uma intolerância à lactose, galactosémia ousindroma de má absorção da glucose/ galactose, deverá contactá-lo antes de tomar estemedicamento.

3. COMO TOMAR LERDICAMIL

Dosagem
Tome Lerdicamil sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médicoou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose habitual é de 1 comprimido revestido por película de 10 mg diariamente, à mesmahora de cada dia, de preferência de manhã, no mínimo 15 minutos antes do pequeno-
almoço. O seu médico pode aconselhá-lo a aumentar a dose para um comprimidorevestido por película de Lerdicamil de 20 mg diariamente, se necessário.

Os comprimidos devem ser engolidos inteiros e, de preferência, com água.

Este medicamento não deve ser utilizado em crianças com menos de 18 anos de idade.

Se tomar mais Lerdicamil do que deveria:

Tomar um número excessivo de comprimidos pode provocar uma descida grave da suapressão arterial, batimentos cardíacos mais lentos e perda de consciência.
Se tomar mais comprimidos do que os que deveria, contacte imediatamente o seu médicoou hospital. Leve consigo os comprimidos remanescentes ou este folheto informativo,para que o pessoal médico possa saber exactamente o que tomou.

Caso se tenha esquecido de tomar Lerdicamil

Se se esquecer de tomar o seu comprimido, tome-o logo que se lembre desde que estejano intervalo de 12 horas para a toma da sua dose. Se tiverem passado mais de 12 horas,

não tome o comprimido esquecido, devendo tomar o comprimido seguinte à horahabitual.

Se parar de tomar Lerdicamil

Não pare de tomar os seus comprimidos de forma repentina pois a sua condição podeagravar-se.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Lerdicamil pode causar efeitos secundários, no entantoestes não se manifestam em todas as pessoas.

Efeitos secundários pouco frequentes (afectam menos de 1 em 100 doentes):
Dor de cabeça
Tonturas
Batimentos cardíacos mais rápidos
Sentir os batimentos cardíacos
Rubor da pele
Inchaço das mãos e dos pés.

Efeitos secundários raros (afectam menos de 1 em 1000 doentes):
Sonolência
Dor no peito
Náuseas e vómitos
Diarreia
Eritema
Dor muscular
Aumento do volume de urina
Cansaço e fraqueza
Indigestão e dor de estômago.

Efeitos secundários muito raros (afectam menos de 1 em 10000 doentes): inchaço gengival
Aumento dos valores de parâmetros de testes sanguíneos que evidenciam o modo como oseu fígado está a funcionar.
Queda brusca da tensão arterial que pode causar tonturas.
Aumento do número de vezes que tem necessidade de urinar.
Foram comunicados casos isolados de ataques cardíacos.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR LERDICAMIL

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Lerdicamil após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e emcada blister de comprimidos. O prazo de validade corresponde ao último dia do mêsindicado.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Lerdicamil

A substância activa é o cloridrato de lercanidipina.

Os outros componentes são:
Núcleo do comprimido: Lactose mono-hidratada, Celulose microcristalina, Crospovidona
(tipo A), Povidona K30 e Estearato de magnésio
Revestimento por película: Hipromelose, Dióxido de titânio (E171), Óxido amarelo deferro (E172), Macrogol 8000, Óxido vermelho de ferro (E172) e Óxido negro de ferro
(E172)

Qual o aspecto de Lerdicamil e conteúdo da embalagem

Comprimidos revestidos por película amarelos acastanhados, circulares, biconvexos.

Lerdicamil comprimidos revestidos por película a 10 mg apresentam-se em embalagensde 7, 14, 28, 35, 50, 56, 98 e 100 comprimidos *.

Frasco de HDPE contendo 500 e 1000 comprimidos.

* É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Mylan, Lda
Rua Dr. António Loureiro Borges,
Edifício Arquiparque 1 r/c esq.

1499-016 Algés

Fabricante

McDermott Laboratories Ltd t/a Gerard Laboratories,
35/36 Baldoyle Industrial Estate, Grange Road, Dublin 13
Irlanda

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

País
Nome
Áustria
Lercanidipin Arcana 10mg Filmtabletten
Bélgica
Lercanidipine Jenson Pharmaceutical Services 10mg filmomhulde
tabletten

Finlândia
Lerkanidipin Mylan 10mg tabletti
Irlanda
Zanaly Jenson 10mg film-coated tablets
Noruega
Lerkanidipin Mylan 10mg film-coated tablets
Portugal LERDICAMIL

Espanha
Lercanidipino Jenson 10mg comprimidos recubiertos con pelicula
Reino Unido Lercanidipine Hydrochloride 10mg film-coated tablets
Alemanha Lercanipin-Dura
10mg
filmtabletten
Holanda
Lercanidipine HCl Mylan 10 mg filmomhulde tabletten
Roménia
Lercanidipina Jenson 10mg comprimate filmate

Este folheto foi aprovado pela última vez em