Meloxicam Ranbaxy 7,5 mg Comprimidos Meloxicam bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é MELOXICAM RANBAXY e para que é utilizado
2. Antes de tomar MELOXICAM RANBAXY
3. Como tomar MELOXICAM RANBAXY
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar MELOXICAM RANBAXY
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Meloxicam Ranbaxy 7,5 mg Comprimidos
Meloxicam Ranbaxy 15 mg Comprimidos
Meloxicam

Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento.
– Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
– Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
– Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É MELOXICAM RANBAXY E PARA QUE É UTILIZADO

O Meloxicam pertence a um grupo de medicamentos designado de anti-inflamatórios nãoesteróides (AINEs) utilizados no tratamento de dores e redução da inflamação emmúsculos e articulações.

O Meloxicam Ranbaxy comprimidos está indicado no:
– tratamento de curto prazo de exacerbações de osteoartroses (doença das articulações emque se manifesta a perda de cartilagem).
– tratamento de longo prazo da dor associada a artrite reumatóide ou espondiliteaquilosante. Artrite reumatóide é uma doença crónica caracterizada por rigidez einflamação das articulações, fraqueza, perda de mobilidade e deformação. Espondiliteaquilosante envolve dor e inflamação nas vértebras.

2. ANTES DE TOMAR MELOXICAM RANBAXY

Não tome MELOXICAM RANBAXY
– Se está nos últimos três meses de gravidez (terceiro trimestre).
– Se estiver a amamentar.
– Se já alguma vez teve alguma reacção alérgica ao meloxicam ou a qualquer outrocomponente de Meloxicam Ranbaxy comprimidos (listadas a seguir). Uma reacçãoalérgica pode incluir erupção cutânea, prurido, inchaço da face, dos lábios, das mãos oupés, ou dificuldades respiratórias.
– Se já teve reacção alérgica a outro(s) medicamento(s) anti-inflamatório(s) nãoesteróide(s) (AINEs).ou a aspirina (ácido acetilsalicílico).

– Se sofreu de asma, respiração ruidosa depois de tomar AINEs ou aspirina.
– Se sentiu obstrução nasal ou dificuldade em respirar através do nariz depois de tertomado AINEs ou aspirina. Tal pode ocorrer devido a pólipos nasais.
– Se tem úlcera no estômago ou duodeno (designada de úlcera péptica) ou se já teve nopassado.
– Se sofrer de insuficiência hepática grave.
– Se sofrer de insuficiência renal grave e não estiver a ser submetido(a) a diálise.
– Se sofrer de insuficiência cardíaca grave (insuficiência cardíaca ocorre quando o coraçãonão bombeia sangue suficiente para o fornecer em quantidade necessária a todo o corpo).
– Se tiver distúrbios hemorrágicos ou se já sofreu de hemorragia gástrica ou intestinal
(hemorragias gastrointestinais) ou hemorragia cerebral (hemorragia cerebrovascular).

Crianças com menos de 15 anos não devem tomar Meloxicam Ranbaxy comprimidos.

Tome especial cuidado com MELOXICAM RANBAXY se:
– Está no primeiro trimestre ou no segundo trimestre de gravidez.
-. Estiver a planear engravidar.
– Se estiver a submeter a testes de infertilidade.
– Tiver tido uma úlcera péptica ou inflamação no esófago (esofagite) ou estômago
(gastrite).
– Tiver tido problemas digestivos ou doenças do tracto gastrointestinal (como coliteulcerosa ou doença de Crohn; caracterizada com frequência pela perda de fezes com ousem sangue, acompanhada de dor na parte baixa do abdómen).
– Sofrer de insuficiência cardíaca.
– Sofrer de pressão arterial elevada.
– For idoso.
– For diabético.
– Tem ou teve asma brônquica (doença respiratória caracterizada por respiração ruidosa;normalmente de origem alérgica).
– Sofre de problemas renais.
– Observar uma reacção cutânea severa.

Não deve tomar mais de 15 mg de Meloxicam Ranbaxy comprimidos por dia.

Os medicamentos tais como Meloxicam Ranbaxy podem estar associados a um pequenoaumento do risco de ataque cardíaco (enfarte do miocárdio) ou Acidente Vascular Cerebral
(AVC). O risco é maior com doses mais elevadas e em tratamentos prolongados. Não deveser excedida a dose recomendada nem o tempo de duração do tratamento.

Se tem problemas cardíacos, sofreu um AVC ou pensa que pode estar em risco de vir asofrer destas situações (por exemplo se tem pressão sanguínea elevada, diabetes, elevadosníveis de colesterol ou se é fumador) de verá aconselhar-se sobre o tratamento com o seumédico ou farmacêutico.

Por favor consulte o seu médico se lhe já ocorreu qualquer uma destas situaçõesmencionadas.

Tomar MELOXICAM RANBAXY com outros medicamentos:

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Meloxicam Ranbaxy comprimidos não deve ser tomado em associação com:
Outros medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs,como ibuprofeno,aspirina, diclofenac, cetorolac, naproxeno, indometacina; ?medicamentos que diminuem ador?).
– Medicamentos que tornam o sangue mais fluído como anticoagulantes orais (p. ex:varfarina, cumarina, medicamentos antiplaquetários (p.ex: clopidrogrel, ticlopidina), outrosanticoagulantes (ex. heparina, enoxparina, dalteparina) e agentes trombolíticos (p.ex:estreptocinase, urocinase, tPA).
Lítio (usado no tratamento de doenças mentais).
Metotrexato tomado em doses superiores a 15 mg por semana (medicamento usado comoimunossupressor e no tratamento de cancro).
Colestiramina (medicamento que reduz os lípidos).

Meloxicam Ranbaxy comprimidos deve ser usado com precaução com:
– Diuréticos (p.ex: furosemida, hidroclorotiazida) ? Tomando estes medicamentos com
Meloxicam podem ocorrer problemas renais especialmente se estiver desidratado e nãotiver tomado líquidos em quantidade adequada.
– Medicamentos usados no tratamento da pressão arterial elevada como inibidores da ECA
(p.ex: ramipril, lisinopril) e bloqueadores dos receptores da angiotensina II (p. ex.:losartan, candesartan) e ß-bloqueadores (p. ex: atenolol, metoprolol) ? Tomar estesmedicamentos com Meloxicam pode levar à perda do efeito de abaixamento da pressãoarterial e a problemas renais. Pode também requerer a monitorização da função renal.
Tem de se manter bem hidratado, tomando quantidades adequadas de líquidos quando emtratamento com estes medicamentos em simultâneo.
Ciclosporina (medicamento usado em terapêutica imunossupressora e em tratamento decancro).
Metotrexato tomado em doses inferiores a 15 mg por semana (medicamento usado emterapêutica imunossupressora e em tratamento de cancro)
– Dispositivo intra-uterino (DIU) ? A toma de meloxicam pode levar à falha do efeitocontraceptivo.
Glucocorticóides (usado para tratar situações diversas incluindo reumatismo, artrite,situações alérgicas, determinadas doenças de pele, asma ou certas doenças do sangue)

Meloxicam Ranbaxy comprimidos não deve ser tomado em associação comanticoagulantes, diuréticos e preparações de lítio, sem instruções médicas.

Se fizer análises de sangue ou urina, mencione sempre ao seu médico que se encontra atomar Meloxicam Ranbaxy comprimidos.

Gravidez
Meloxicam Ranbaxy comprimidos não deve ser tomado durante os últimos três meses degravidez (terceiro trimestre). Meloxicam Ranbaxy comprimidos poderá ser prescrito peloseu médico durante os primeiros 6 meses de gravidez (primeiro e segundo trimestre). Porfavor siga as instruções do seu médico.
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Aleitamento
Meloxicam Ranbaxy comprimidos não deve ser tomado se estiver a amamentar.
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Meloxicam Ranbaxy comprimidos poderá causar distúrbios visuais, sonolência e/ouvertigens. Estes efeitos poderão afectar a capacidade de condução e uso de máquinas.
Certifique-se de como reage à toma de Meloxicam Ranbaxy comprimidos antes deconduzir ou usar máquinas ou ocupar-se com qualquer outra actividade que poderá serperigosa se não estiver desperto.

Informações importantes sobre alguns componentes de Meloxicam Ranbaxy comprimidos:
Este medicamento contém uma quantidade pequena de um constituinte inactivo designadode lactose. Se o seu médico lhe tiver dito que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-
o antes de tomar este medicamento.

3. COMO TOMAR MELOXICAM RANBAXY

Tomar Meloxicam Ranbaxy comprimidos sempre de acordo com as instruções do médico.
Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. A dose habitual de Meloxicam
Ranbaxy Comprimidos é dada a seguir. Cada pessoa requer uma dosagem específica.

Tratamento de curto prazo (para exacerbações de osteoartroses):
A dose recomendada para o tratamento de osteoartroses é 7,5 mg/dia (i.e. um comprimidode 7,5 mg uma vez por dia ou metade de um comprimido de 15 mg uma vez por dia). Oseu médico poderá aumentar a dose para 15 mg/dia (i.e. dois comprimidos de 7,5 mg umavez por dia ou um comprimido de 15 mg uma vez por dia) se o efeito for demasiado fraco.

Tratamento de longo prazo (para artrite reumatóide ou espondilite aquilosante):
A dose recomendada para o tratamento de dores causadas por artrite reumatóide eespondilite aquilosante é 15 mg/dia (i.e. dois comprimidos de 7,5 mg uma vez por dia ouum comprimido de 15 mg uma vez por dia).

Nunca exceder a dose diária de 15 mg.

Em doentes idosos e em doentes com risco aumentado de efeitos secundários:
Se é idoso o seu médico recomendar-lhe-á uma dose mais baixa.

Crianças com menos de 15 anos não devem tomar Meloxicam Ranbaxy comprimidos.

Doentes com insuficiência renal/hemodialisados e em doentes com doença hepática:
A dose poderá ser diferente caso tenha problemas hepáticos e/ou renais. Em doenteshemodializados com insuficiência renal grave, a dosagem não deverá exceder umcomprimido de 7,5 mg por dia.

Meloxicam Ranbaxy comprimidos deve ser tomado numa dose diária única, com água, auma das refeições.

Qualquer alteração ou a interrupção do tratamento deverão ser efectuadas unicamente apósconsultar o seu médico.

Se tomar mais MELOXICAM RANBAXY do que deveria
Se acidentalmente ingeriu mais Meloxicam Ranbaxy Comprimidos do que a dose prescrita,pode-se sentir sonolento, cansado, sentir-se doente (sofrer de naúseas ou vómitos) ou terdor abdominal.
Contacte imediatamente a urgência hospitar mais perto ou o seu médico. Leve este folhetoe alguns comprimidos que ainda tenha consigo.

Caso se tenha esquecido de tomar MELOXICAM RANBAXY
Se se esquecer de tomar uma dose, volte a tomar o medicamento logo que se lembrar. Noentanto se faltar pouco tempo para a dose seguinte não tome a dose esquecida, tome-a sóno horário previsto. Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceude tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico oufarmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Meloxicam Ranbaxy comprimidos pode causar efeitossecundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
Foram observados os seguintes efeitos secundários:

As frequências de eventos adversos são classificadas do seguinte modo: Muito frequentes
(observado em ? 1 em 10 doentes), Frequentes (observado em ? 1 em 100 até < 1 em 10doentes), Pouco frequentes (observado em ? 1 em 1000 até < 1 em 100 doentes), Raros
(observado em ? 1 em 10.000 até < 1 em 1000 doentes), Muito raros (observado em < 1em 10.000 doentes).

Se ocorrer algum dos efeitos secundários descritos, pare de tomar Meloxicam Ranbaxy
Comprimidos e comunique ao seu médico de imediato ou dirija-se imediatamente àurgência hospitar mais perto:

Estes efeitos secundários foram observados raramente:
– Erupção cutânea, urticária, prurido, pressão torácica, respiração rápida ou inchaço daface, lábios, mãos/pés com ou sem dores articulares, febre e rubor.
– Reacções cutâneas graves com bolha, ferida ou ulceração.
Estes efeitos secundários são muito graves. Caso lhe surjam estes efeitos deve ter umareacção alérgica grave ou outro tipo de reacção ao Meloxicam Ranbaxy. Pode precisar decuidados médicos urgentes ou hospitalização.

Comunique ao seu médico de imediato ou dirija-se rapidamente à urgência hospitar maisperto se verificar algum dos efeitos secundários a seguir descritos:

Estes efeitos secundários foram observados com pouca frequência

– Fezes escuras ou ensanguentadas, dores severas de estômago e vómito com sangue
– Palpitações, sensação de desmaio, transpiração ou esvaimento
– Dor de cabeça e visão turva com ou sem rubor facial (podem ser manifestações deaumento da pressão arterial)
Respiração rápida, cansaço com ou sem inchaço dos tornozelos/pernas, causado porretenção de líquidos
– Sangramento anormal ou maior tendência para sangrar, garganta persistentementedolorida e infecções frequentes (estas podem ocorrer devido à diminuição do número decertas células sanguíneas)
– Boca dolorida, sensação de queimadura no esófago.

Estes efeitos secundários foram observados raramente
– Aparecimento repentido de dor aguda abdominal (pode ocorrer devido a perfuração daparede do intestino e é uma emergência medica)
– Amarelecimento da pele e olhos esbranquiçados com perda de apetite, fadiga, febreligeira, dores musculares ou articulares, náuseas e vómitos com dor abdominal (estaspodem ser manifestações de problemas de fígado)
– Inchaço da face, tornozelos ou outras partes do corpo, com repentino aumento oudiminuição da micção (estas podem ser manifestações de falha renal)
– Escurecimento da urina, urina com sangue ou turva ou alguma alteração de volume deurina (isto pode ser devido a uma situação designada de nefrite intersticial)
– Início de crise de asma em doentes que foram alérgicos a AINEs ou a aspirina (ácidoacetilsalicílico) alguma vez no passado.

Comunique ao seu médico se detectar algum dos efeitos secundários a seguir descritos:

Estes efeitos secundários foram reportados frequentemente
– Cansaço, tonturas e pele pálida (estas podem ser manifestações de um baixo número deglóbulos vermelhos no sangue designado por anemia)
– Náuseas (sentir-se doente), vómitos (estar doente), dores de barriga, diarreia (perda defezes) ou obstipação, indigestão, flatulência
– Rash cutâneo e/ou prurido

Estes efeitos secundários foram reportados com pouca frequência
Zumbidos nos ouvidos
Urticária
Tonturas, dores de cabeça, sonolência

Estes efeitos secundários foram reportados raramente
Perda de sono, alterações de humor, pesadelos
Confusão

Podem alterar os resultados de determinados testes laboratoriais
Estas alterações foram observadas com pouca frequência
– Testes da função hepática anormais
– Testes da função renal anormais

Os medicamentos tais como Meloxicam Ranbaxy podem estar associados a um pequenoaumento do risco de ataque cardíaco (enfarte do miocárdio) ou AVC.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR MELOXICAM RANBAXY

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Meloxicam Ranbaxy comprimidos após o prazo de validade impresso naembalagem. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de MELOXICAM RANBAXY
-A substância activa de Meloxicam Ranbaxy comprimidos é o meloxicam.
Meloxicam Ranbaxy apresenta-se em duas dosagens contendo 7,5 mg e 15 mg demeloxicam.
– Os outros componentes são: celulose microcristalina, amido de milho pré-gelatinizado,lactose monohidratada, amido de milho, citrato de sódio, sílica coloidal anidra e estearatode magnésio.

Qual o aspecto de MELOXICAM RANBAXY e conteúdo da embalagem
Os comprimidos de Meloxicam Ranbaxy são amarelos claros, redondos e ranhurados.
PVC/PVdC e película dura de alumínio.
Embalagens de 7,10, 14, 15, 20, 28, 30, 50, 60,100, 140, 280, 300, 500 ou 1000comprimidos.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Ranbaxy Portugal ? Comércio e Desenvolvimento de Produtos Farmacêuticos, Unipessoal
Lda.
Rua do campo Alegre, 1306, 3º Andar, Sala 301/302
4150-174 Porto

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

Meloxicam Ranbaxy
Áustria (AT), Dinamarca (DK), Filândia (FI), Irlanda (IE), Itália (IT), Noruega (NO),
Portugal (PT), Espanha (ES) e Reino Unido (UK)

Melobax
Estónia (EE), Hungria (HU), Lituânia (LT) Látvia (LV), Polónia (PL) República Eslovaca
(SK), Republica Checa (CZ)

Articam
Eslovénia (SI), Grécia (EL)

Meloximed
Bélgica (BE) e Luxemburgo (LU)

Este folheto foi aprovado em