Mifegyne Mifepristona bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Mifegyne e para que é utilizado
2. Antes de tomar Mifegyne
3. Como tomar Mifegyne
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Mifegyne
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Mifegyne 200 mg comprimidos
Mifepristona

Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.
– Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico.
– Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
– Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico.

Neste folheto:

1. O QUE É MIFEGYNE E PARA QUE É UTILIZADO

Mifegyne é uma anti-hormona cuja acção consiste em bloquear os efeitos daprogesterona, uma hormona que é necessária para a continuação da gravidez. Mifegynepode, pois, levar a uma interrupção da gravidez. Pode ainda ser utilizado para amolecer eabrir a entrada (o colo do útero) do útero.

Mifegyne está recomendado nas seguintes indicações:
1) Para a interrupção clínica de uma gravidez:
– o mais tardar 63 dias depois do primeiro dia do seu último período,
– em combinação com um outro tratamento denominado prostaglandina (uma substânciaque aumenta as contracções do útero), a tomar 36 a 48 horas após a toma de Mifegyne.
2) Para o amolecimento e abertura do colo do útero antes da interrupção cirúrgica dagravidez durante o primeiro trimestre.
3) Enquanto pré-tratamento, antes da administração de prostaglandinas para a interrupçãoda gravidez por motivos clínicos depois dos 3 primeiros meses da gestação.
4) Para induzir o trabalho de parto nos casos em que o feto morreu no útero e em que nãofoi possível utilizar outros tratamentos médicos (prostaglandina ou oxitocina).

2. ANTES DE TOMAR MIFEGYNE

Não tome Mifegyne
? Em todos os casos,

– se tem alergia (hipersensibilidade) à substância activa mifepristona ou a qualquer outrocomponente de Mifegyne,
– se sofrer de insuficiência supra-renal,
– se sofrer de asma grave, não passível de ser adequadamente tratada com medicação,
– se tiver porfíria hereditária.

? Adicionalmente,
Para a interrupção da gravidez até 63 dias de amenorreia:
– se a sua gravidez não tiver sido confirmada por uma análise biológica ou por umaecografia,
– se o primeiro dia do seu último período tiver ocorrido há mais de 63 dias,
– se o seu médico suspeitar de uma gravidez ectópica (o ovo está implantado fora do
útero),
– dada a necessidade de prescrição de uma prostaglandina em associação com Mifegyne,não pode tomar este tratamento se tem alergia às prostaglandinas.
Para o amolecimento e abertura do colo do útero antes da interrupção cirúrgica dagravidez:
– se a gravidez não tiver sido confirmada por uma análise biológica ou por uma ecografia,
– se o seu médico suspeitar de uma gravidez ectópica,
– se o primeiro dia do seu último período tiver ocorrido há 84 dias ou mais.
Para a interrupção da gravidez depois dos 3 meses de gestação:
– no caso de ser necessário utilizar as prostaglandinas para completar a acção de
Mifegyne, consulte, também, a informação desse medicamento,
– devido à necessidade de prescrever uma prostaglandina em associação com o Mifegyne,a doente não pode tomar este tratamento se for alérgica às prostaglandinas.
Para induzir o trabalho de parto quando o feto morreu no útero

Tome especial cuidado com Mifegyne
Em algumas outras circunstâncias, o tratamento pode ser também inadequado, informe,pois, o seu médico se:
– tiver queixas a nível cardíaco,
– tiver factores de risco para doenças cardíacas, como pressão arterial alta ou níveis altosde colesterol no sangue (aumento do teor de gordura no sangue),
– sofrer de asma,
– sofrer de uma doença passível de afectar a coagulação do sangue,
– sofrer de doença renal ou hepática,
– for anémica ou sofrer de mal-nutrição.
O seu médico poderá, então, discutir consigo a possibilidade de se sujeitar a estetratamento.
Pode ter uma hemorragia vaginal prolongada e/ou intensa (uma média de cerca de 12 diasou mais após a toma do Mifegyne). A ocorrência dessas hemorragias não está relacionadacom o êxito do método.

Tomar Mifegyne com outros medicamentos
Os medicamentos que contêm as seguintes substâncias activas podem interferir com aacção do Mifegyne:

corticosteróides (utilizados no tratamento da asma ou outros tratamentos da inflamação)cetoconazol, itraconazol (utilizados no tratamento antifúngico) eritromicina, rifampicina (antibióticos)erva de S. João (remédio natural usado no tratamento da depressão ligeira)fenitoína, fenobarbital, carbamazepina (utilizados no tratamento de convulsões; epilepsia)
Informe o seu médico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outrosmedicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Tomar Mifegyne com alimentos e bebidas
Não deve beber sumo de toranja enquanto estiver a ser tratada com Mifegyne.

Gravidez e aleitamento
Na medida em que Mifegyne pode passar para o leite materno e ser absorvido pelo seubebé, deve parar de imediato a amamentação depois de iniciar o tratamento.
São poucas as informações existentes acerca dos riscos para o bebé por nascer. Se agravidez continuar e caso decida mantê-la, discuta esta questão com o seu médico, queprovidenciará uma cuidadosa monitorização pré-natal bem como a realização deecografias.
Após a toma de Mifegyne, recomenda-se que evite engravidar de novo antes do períodomenstrual seguinte.

Informações importantes sobre alguns componentes de Mifegyne
[A ser completado nacionalmente]

3. COMO TOMAR MIFEGYNE

Interrupção clínica de uma gravidez intra-uterina em desenvolvimento
Mifegyne é tomado sob a forma de uma dose única de 3 comprimidos, cada um contendo
200 mg de mifepristona. Os comprimidos devem ser engolidos com um pouco de água,na presença de um médico ou de um membro do seu pessoal clínico.
A prostaglandina (400 microgramas de misoprostol) é administrada sob a forma decomprimidos, que devem ser engolidos com água, ou de um pessário vaginal (1 mg degemeprost). A prostaglandina é tomada sob a forma de uma dose única, 36 a 48 horasapós a toma de Mifegyne.
Este método implica a sua participação activa, como tal, é necessário que esteja ciente deque:
– Tem de tomar o segundo medicamento (prostaglandina) de modo a assegurar a eficáciado tratamento.
– Tem de ir a uma consulta de seguimento (3.ª consulta), no espaço de 14 a 21 dias após atoma de Mifegyne, para verificar que a sua gravidez foi totalmente expelida e que vocêestá bem.
– O método de interrupção clínica da gravidez que utiliza a combinação de Mifegyne eprostaglandina não é 100% eficaz. A taxa média de êxito é de 95% e, como tal, talveztenha necessidade de se sujeitar a uma intervenção cirúrgica para assegurar a conclusãodo tratamento.

No caso das gravidezes que ocorreram com um dispositivo intra-uterino implantado, omesmo será retirado antes da administração de Mifegyne.

É necessário respeitar o calendário apresentado abaixo.
Após a administração de Mifegyne, você tem de voltar para casa. As hemorragiasuterinas começam, habitualmente, 1 a 2 dias depois da toma de Mifegyne.
Em casos raros, pode verificar-se a ocorrência de uma expulsão antes de você tomar aprostaglandina. É fundamental que seja examinada para confirmar a ocorrência daevacuação completa, terá, pois, de se dirigir de novo ao centro para este exame.
A prostaglandina é administrada dois dias mais tarde. É necessário que permaneça emrepouso durante 3 horas depois de tomar a prostaglandina. A gravidez pode ser expelidano espaço de algumas horas após a administração da prostaglandina ou no decorrer dosdias seguintes. A hemorragia dura, em média, 12 dias ou mais. No caso de hemorragiaintensa e prolongada, a doente deve contactar de imediato o médico de modo a alterar aconsulta para uma data anterior.
Você tem de voltar ao centro para a consulta de seguimento no espaço de 14 a 21 diasapós a toma de Mifegyne. Se a gravidez continuar ou se a expulsão for incompleta, ser-
lhe-á dado a conhecer um outro método para a interrupção da gravidez.
É recomendável que, até essa data, não viaje para locais muito afastados do seu centro deprescrição do tratamento.
Numa emergência ou se ficar preocupada por algum motivo, pode contactar o centro portelefone ou voltar ao centro antes da data marcada para a próxima consulta. Ser-lhe-áfornecido o número de telefone para uma emergência ou qualquer outro problema.
Como alternativa, 200 mg de mifepristona podem ser também utilizados numa dose oral
única, seguidos, 36 a 48 horas mais tarde, pela administração de um análogo daprostaglandina gemeprost 1 mg pela vagina .

Para o amolecimento e abertura do colo do útero antes da interrupção cirúrgica dagravidez:
Mifegyne é tomado sob a forma de uma dose única de um comprimido contendo 200 mgde mifepristona. O comprimido deve ser engolido com um pouco de água, na presença deum médico ou de um membro do seu pessoal clínico.
– Após a administração de Mifegyne, você regressará a casa, com uma consulta marcadapara 36 a 48 horas mais tarde para a intervenção cirúrgica. O seu médico irá explicar-lhea intervenção. É possível que sangre depois de tomar Mifegyne, antes da cirurgia.
Em casos raros, a expulsão pode também ocorrer antes da cirurgia. É fundamental queseja examinada para a confirmação da ocorrência de uma evacuação completa, para tal, énecessário que volte ao seu médico.
– Ser-lhe-á dado um número de telefone para onde poderá ligar no caso de umaemergência.
– Terá de regressar ao centro seleccionado para a realização da cirurgia. Irá, ainda,permanecer em repouso durante algumas horas após a cirurgia e, só então, regressar acasa.

Para a interrupção da gravidez depois dos três primeiros meses de gestação:

Mifegyne é tomado sob a forma de uma dose única de 3 comprimidos, cada um contendo
200 mg de mifepristona. Os comprimidos devem ser engolidos com um pouco de água,na presença de um médico ou de um membro do seu pessoal clínico. Ser-lhe-á marcadauma consulta para admissão no centro de tratamento 36 a 48 horas mais tarde (2 dias),para a receber a prostaglandina, que poderá ter de ser administrada várias vezes, emintervalos regulares, até a interrupção estar completa.

Para a indução do trabalho de parto quando a gravidez foi interrompida (morte fetal intra-
uterina).
Procede-se à toma de 3 comprimidos de Mifegyne todos os dias ao longo de dois dias. Oscomprimidos têm de ser engolidos com um pouco de água.

Em todos os casos
A utilização de Mifegyne implica a tomada de medidas para prevenir a sensibilização dofactor Rhesus (se for Rhesus negativo), juntamente com as medidas gerais tomadasdurante a interrupção de qualquer gravidez.
Dada a possível presença de alguns efeitos de Mifegyne, recomenda-se que eviteengravidar de novo antes do seu período menstrual seguinte depois de tomar Mifegyne.

Se tomar mais Mifegyne do que deveria
Na medida em que será monitorizada durante a administração do tratamento, éimprovável que venha a tomar mais do que deveria.

Caso se tenha esquecido de tomar Mifegyne
Caso se tenha esquecido de tomar uma parte do tratamento, é provável que o método nãoseja totalmente eficaz. Fale com o seu médico caso se tenha esquecido de tomar otratamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Mifegyne pode causar efeitos secundários, no entantoestes não se manifestam em todas as pessoas.

Muito frequentes (ocorrem em mais de 1 em cada 10 doentes): hemorragias intensas,contracções uterinas ou cãibras nas horas que se seguem à ingestão da prostaglandina.

Frequentes (ocorrem em mais de 1 em cada 100 doentes mas em menos de 1 em cada 10doentes): infecção após aborto, efeitos relacionados com a utilização da prostaglandina,como náuseas, vómitos ou diarreia.

Pouco frequentes (ocorrem em mais de 1 em cada 1000 doentes mas em menos de 1 emcada 100 doentes): erupções cutâneas, dores de cabeça, mal-estar, sintomas vagais (foicomunicada a ocorrência de vermelhidão, tonturas e arrepios) e febre.

Observou-se, também, uma diminuição da pressão arterial.

Muito raros (ocorrem em menos de 1 em cada 10000 doentes): casos de choque tóxicofatal causado por infecção por Clostridium sordellii, sem febre ou outros sintomasevidentes de infecção.

Casos únicos de efeitos secundários observados são: urticária e alterações cutâneas, porvezes graves.

Num número muito reduzido de mulheres, especialmente no caso daquelas previamenteoperadas ao útero ou sujeitas a uma cesariana, existe o risco de ruptura do útero.

As cãibras gastrointestinais, ligeiras ou moderadas, são outros efeitos secundários.

Gravidez
Se a gravidez continuar e se você decidir mantê-la, fale com o seu médico, queprovidenciará uma cuidadosa monitorização pré-natal, bem como a realização de examesecográficos repetidos.

5. COMO CONSERVAR MIFEGYNE

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Não utilize após o prazo de validade impresso na caixa.
Não utilize se a caixa ou os blisters apresentarem sinais de danos.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Mifegyne
A substância activa é a mifepristona.
Os outros componentes são a sílica anidra coloidal, amido de milho, povidona, estearatode magnésio, celulose microcristalina.

Qual o aspecto de Mifegyne e conteúdo da embalagem.
Mifegyne existe disponível sob a forma de comprimidos amarelos claros biconvexos emblister PVC/Alumínio contendo 1 ou 3 comprimidos.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado:

EXELGYN S.A. – 216, boulevard Saint-Germain – 75007 Paris – França
Fabricante:
MACORS – 89000 Auxerre – França

Este folheto foi aprovado pela última vez em {data}