Moxifloxacina Aurobindo Moxifloxacina bula do medicamento

O que contém este folheto:
1. O que é Moxifloxacina Aurobindo e para que é utilizado
2. O que precisa de saber antes de tomar Moxifloxacina Aurobindo
3. Como tomar Moxifloxacina Aurobindo
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Moxifloxacina Aurobindo
6. Conteúdo da embalagem e outras informações


Folheto informativo: Informação para o utilizador

Moxifloxacina Aurobindo 400 mg comprimidos revestidos por película

Moxifloxacina

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento poiscontém informação importante para si.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamentopode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.
Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários nãoindicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

O que contém este folheto:

1. O que é Moxifloxacina Aurobindo e para que é utilizado

2. O que precisa de saber antes de tomar Moxifloxacina Aurobindo

3. Como tomar Moxifloxacina Aurobindo

4. Efeitos secundários possíveis

5. Como conservar Moxifloxacina Aurobindo

6. Conteúdo da embalagem e outras informações

1. O que é Moxifloxacina Aurobindo e para que é utilizado

Moxifloxacina Aurobindo contém como substância ativa moxifloxacina que pertence aum grupo de antibióticos chamados fluoroquinolonas. Moxifloxacina Aurobindo atuamatando as bactérias causadoras de infeções.

Moxifloxacina Aurobindo é utilizado em doentes com 18 anos de idade ou mais notratamento das seguintes infeções bacterianas, quando causadas por bactérias contra asquais a moxifloxacina é ativa. Moxifloxacina Aurobindo só deve ser utilizado para tratarestas infeções quando os antibióticos usuais não podem ser utilizados ou não resultaram:

Infeção dos seios perinasais.
Agravamento súbito de uma inflamação de longa duração das vias respiratórias ouinfeção dos pulmões (pneumonia) adquirida fora do hospital (excetuando casos graves).
Infeções ligeiras a moderadas do trato genital superior feminino (doença inflamatóriapélvica), incluindo infeções das trompas de falópio e infeções da membrana mucosa do
útero.
Os comprimidos de Moxifloxacina Aurobindo não são suficientes como único tratamentodeste tipo de infeções e por este motivo deve ser prescrito pelo seu médico outroantibiótico conjuntamente com Moxifloxacina Aurobindo para o tratamento de infeçõesdo trato genital superior feminino (ver secção 2. Antes de tomar Moxifloxacina
Aurobindo?, Advertências e precauções?, Ao tomar Moxifloxacina Aurobindo).

Se as seguintes infeções bacterianas demonstraram uma melhoria durante o tratamentoinicial com solução para perfusão de moxifloxacina, Moxifloxacina Aurobindocomprimidos pode também ser receitado pelo seu médico para completar o tratamento:
Infeção dos pulmões (pneumonia) adquirida fora do hospital, infeções da pele e tecidosmoles. Moxifloxacina Aurobindo não deve ser utilizado para iniciar o tratamento emqualquer tipo de infeções da pele e tecidos moles ou em casos de infeções graves dospulmões.

2. O que precisa de saber antes de tomar Moxifloxacina Aurobindo

Não tome Moxifloxacina Aurobindo:se tem alergia (hipersensibilidade) à moxifloxacina ou a qualquer outro componente destemedicamento (indicados na secção 6).
Se está grávida ou a amamentar.
Se tem menos de 18 anos de idade.
Se tem antecedentes de doença ou alteração dos tendões relacionada com o tratamentocom antibióticos do grupo das quinolonas (ver secções Tome especial cuidado? e 4.
Efeitos secundários possíveis).
Se nasceu com, ou já teve, algum problema relacionado com um ritmo cardíaco anormal
(percetível no ECG, um registo da atividade elétrica do coração), tem um desequilíbrio desais minerais no sangue (especialmente níveis baixos de potássio ou magnésio nosangue), tem um ritmo cardíaco muito lento (chamado ?bradicardia?), tem um coraçãofraco (insuficiência cardíaca), tem um historial de ritmo cardíaco anormal, ou se está atomar outros medicamentos que possam levar a alterações anormais no ECG (ver secção
Tomar outros medicamentos). Isto acontece porque Moxifloxacina Aurobindo podecausar alterações no ECG, denominadas prolongamento do intervalo QT, isto é, umacondução mais lenta dos sinais elétricos no coração.
Se tem uma doença grave do fígado ou aumento das enzimas do fígado (transaminases) 5vezes acima do limite normal superior.

Advertências e precauções

Antes de tomar Moxifloxacina Aurobindo
Moxifloxacina Aurobindo pode alterar o seu ECG do coração, especialmente se é mulherou idoso. Se está atualmente a tomar qualquer medicamento que diminua os seus níveisde potássio no sangue, fale com o seu médico antes de tomar Moxifloxacina Aurobindo.
Se tiver palpitações ou ritmo irregular do coração durante o tratamento, deve informar oseu médico de imediato.
Se sofre de epilepsia ou de alguma doença que pode fazer com que tenha convulsões,consulte o seu médico antes de tomar Moxifloxacina Aurobindo.
Se tem, ou já teve, problemas de saúde mental, consulte o seu médico antes de tomar
Moxifloxacina Aurobindo.
Se tem miastenia grave, a toma de Moxifloxacina Aurobindo pode agravar os sintomas dasua doença. Se acha que está afetado, consulte imediatamente o seu médico.

Se tem, ou se algum familiar seu tem, deficiência de glucose-6-fosfato desidrogenase
(uma doença hereditária rara) informe o seu médico que o aconselhará se pode tomar
Moxifloxacina Aurobindo.
Se tem uma infeção complicada do trato genital superior feminino (ex.: associada a umabcesso das trompas de falópio e ovários ou da pélvis), para a qual o seu médicoconsidera necessário um tratamento intravenoso, não é apropriado o tratamento com
Moxifloxacina Aurobindo.
Para o tratamento de infeções ligeiras a moderadas do trato genital superior feminino oseu médico deve prescrever outro antibiótico conjuntamente com Moxifloxacina
Aurobindo. Se não existirem melhorias nos sintomas após 3 dias de tratamento, por favorconsulte o seu médico.

Ao tomar Moxifloxacina Aurobindo
O risco de problemas cardíacos pode aumentar com doses mais altas, pelo que deveseguir as recomendações relativas à dosagem.
Existe uma possibilidade rara de lhe ocorrer uma reação alérgica grave, súbita (reaçãoanafilática/choque) mesmo com a primeira dose, com os seguintes sintomas: aperto nopeito, sensação de tonturas, mal-estar ou desmaio, ou de ter tonturas quando estiver de pé.
Caso ocorram, pare de tomar Moxifloxacina Aurobindo e procure ajuda médicaimediatamente.
Moxifloxacina Aurobindo pode causar uma inflamação do fígado rápida e grave que podelevar a disfunção hepática com risco de vida (incluindo casos fatais, ver secção 4. Efeitossecundários possíveis).
Se desenvolver sinais tais como sentir-se rapidamente mal disposto e/ou doente,associado a um tom amarelo do branco dos olhos, urina escura, comichão na pele,tendência para hemorragia ou doença do cérebro induzida pelo fígado (sintomas deredução da função hepática ou inflamação do fígado rápida e grave) contacte o seumédico antes de continuar o tratamento.
Se tiver uma reação da pele ou bolhas e/ou descamação da pele e/ou reações da mucosa
(ver secção 4. Efeitos secundários possíveis) contacte o seu médico imediatamente antesde continuar o tratamento.
Antibióticos do grupo das quinolonas, incluindo Moxifloxacina Aurobindo, podemcausar convulsões. Se isto ocorrer, pare de tomar Moxifloxacina Aurobindo e contacteimediatamente o seu médico.
Pode ter sintomas de neuropatia tais como dor, sensação de queimadura, sensação deformigueiro, entorpecimento e/ou fraqueza. Se isto ocorrer, informe imediatamente o seumédico antes de continuar o tratamento com Moxifloxacina Aurobindo.
Pode ter problemas de saúde mental, mesmo quando toma pela primeira vez, antibióticosdo grupo das quinolonas, incluindo Moxifloxacina Aurobindo. Em casos muito raros, adepressão ou os problemas de saúde mental originaram pensamentos suicidas ecomportamentos que prejudicam o próprio tais como tentativas de suicídio (ver secção 4.
Efeitos secundários possíveis). Se tiver tais reações, pare de tomar Moxifloxacina
Aurobindo e informe imediatamente o seu médico.
Pode ter diarreia durante ou após a toma de antibióticos incluindo Moxifloxacina
Aurobindo. Deve parar de tomar imediatamente Moxifloxacina Aurobindo e consultar omédico, se a situação se agravar ou persistir ou se notar que as suas fezes contêm sangue

ou muco. Nesta situação, não deve tomar medicamentos que parem ou diminuam omovimento do intestino.
Moxifloxacina Aurobindo pode ocasionalmente causar dor e inflamação dos seustendões, especialmente se é idoso ou se está atualmente a ser tratado comcorticosteroides. Ao primeiro sinal de qualquer dor ou inflamação deve parar de tomar
Moxifloxacina Aurobindo, repousar o membro afetado e consultar o médicoimediatamente. Evitar qualquer exercício desnecessário, uma vez que pode aumentar orisco de rutura do tendão. Inflamação e ruturas de tendões podem ocorrer mesmo atévários meses após a interrupção do tratamento com Moxifloxacina Aurobindo.
Se é idoso e tem problemas de rins, assegure-se que o seu consumo de líquidos ésuficiente, uma vez que a desidratação pode aumentar o risco de disfunção renal.
Se a sua visão diminuir ou se tem alterações da vista enquanto toma Moxifloxacina
Aurobindo, consulte um oftalmologista imediatamente (ver secções 2. Condução deveículos e utilização de máquinas e 4. Efeitos secundários possíveis).
Antibióticos do grupo das quinolonas poderão tornar a sua pele mais sensível à luz solar,ou à luz UV. Deve evitar a exposição prolongada à luz solar ou luz solar intensa e nãodeve usar solário ou qualquer outra lâmpada UV enquanto toma Moxifloxacina
Aurobindo.
Moxifloxacina interfere bom os testes biológicos à Mycobacterium species (resultadosfalsos negativos), pelo que deve informar o médico que se encontra a tomar
Moxifloxacina Aurobindo antes de realizar o teste.

Outros medicamentos e Moxifloxacina Aurobindo
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado recentemente,ou se vier a tomar outros medicamentos.

Com Moxifloxacina Aurobindo, tenha em atenção o seguinte:
Se está a tomar Moxifloxacina Aurobindo e outros medicamentos que afetam o coração,há um risco aumentado de alterações do seu ritmo cardíaco. Deste modo, não tome
Moxifloxacina Aurobindo com os seguintes medicamentos: medicamentos da classe dosantiarrítmicos (ex.: quinidina, hidroquinidina, disopiramida, amiodarona, sotalol,dofetilida, ibutilida), neurolépticos (ex.: fenotiazinas, pimozida, sertindol, haloperidol,sultoprida), antidepressivos tricíclicos, alguns antimicrobianos (ex.: esparfloxacina,eritromicina IV, pentamidina, antimaláricos com especial atenção para a halofantrina),alguns anti-histamínicos (ex.: terfenadina, astemizol, mizolastina), e outrosmedicamentos (ex.: cisaprida, vincamina IV, bepridilo e difemanil).
Qualquer medicamento contendo magnésio ou alumínio tais como os antiácidos para aindigestão, ou qualquer medicamento contendo ferro ou zinco, medicamentos contendodidanosina ou medicamentos contendo sucralfato para tratar doenças gastrointestinaispoderão reduzir a ação de Moxifloxacina Aurobindo. Por este motivo, tome
Moxifloxacina Aurobindo 6 horas antes ou após tomar o outro medicamento.
A toma de carvão oral medicinal ao mesmo tempo de Moxifloxacina Aurobindo reduz aação de Moxifloxacina Aurobindo. Por este motivo, é recomendado que estesmedicamentos não sejam utilizados em simultâneo.
Se está atualmente a tomar anticoagulantes orais (ex.: varfarina), o seu médico podeconsiderar necessário monitorizar os tempos de coagulação do sangue.

Moxifloxacina Aurobindo com alimentos e bebidas
O efeito de Moxifloxacina Aurobindo não é influenciado por alimentos incluindolacticínios.

Gravidez, amamentação e fertilidade
Não tome Moxifloxacina Aurobindo se está grávida ou a amamentar.
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Moxifloxacina Aurobindo pode provocar-lhe sensação de tonturas ou atordoamento, podeter perda transitória e repentina da visão ou desmaio durante um curto período de tempo.
Se se sentir desta forma não conduza nem utilize máquinas.

3. Como tomar Moxifloxacina Aurobindo

Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico. Fale com o seumédico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose usual para adultos é de um comprimido revestido por película de 400 mg uma vezao dia.

Moxifloxacina Aurobindo comprimidos são para utilização oral. Engolir o comprimidointeiro (para disfarçar o sabor amargo) e com uma grande quantidade de líquido. Podetomar Moxifloxacina Aurobindo com ou sem alimentos. É recomendado tomar ocomprimido aproximadamente à mesma hora todos os dias.

Não é necessário alterar a dose em doentes idosos, em doentes com baixo peso corporalou em doentes com problemas de rins.

A duração do tratamento depende do tipo de infeção. A menos que indicado de outromodo pelo seu médico, as durações recomendadas da utilização de Moxifloxacina
Aurobindo são:
Agravamento súbito da bronquite crónica (exacerbação aguda de bronquite crónica) 5 a
10 dias.
Infeção dos pulmões (pneumonia) adquirida fora do hospital, excetuando casos graves 10dias.
Infeção aguda dos seios perinasais (sinusite aguda bacteriana) 7 dias.
Infeção ligeira a moderada do trato genital superior feminino (doença inflamatóriapélvica), incluindo infeção das trompas de falópio e infeção da membrana mucosa do
útero 14 dias.

É importante que termine o seu tratamento, mesmo que se sinta melhor após alguns dias.
Se parar de tomar o medicamento demasiado cedo a sua infeção poderá não estarcompletamente curada, a infeção pode regressar ou o seu estado agravar-se, e poderátambém criar uma resistência bacteriana ao antibiótico.

A dose recomendada e a duração de tratamento não devem ser excedidas (ver secção 2.
Antesde tomar Moxifloxacina Aurobindo ?, Tome especial cuidado?).

Se tomar mais Moxifloxacina Aurobindo do que deveria
Se tomar mais do que o prescrito, um comprimido por dia, procure aconselhamentomédico imediatamente, e se possível, leve consigo os restantes comprimidos, aembalagem ou o folheto informativo para mostrar ao médico ou farmacêutico o quetomou.

Caso se tenha esquecido de tomar Moxifloxacina Aurobindo
Caso se tenha esquecido de tomar o comprimido, tome-o logo que se lembre no própriodia. Caso não tenha tomado o comprimido um dia, tome a dose normal (um comprimido)no dia seguinte. Não tome uma dose a dobrar para compensar um comprimido que seesqueceu de tomar.
Se está indeciso acerca do que fazer, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Se parar de tomar Moxifloxacina Aurobindo
Se parar de tomar este medicamento demasiado cedo, a sua infeção poderá não estarcompletamente curada. Consulte o seu médico se deseja parar de tomar os comprimidosantes do final do tratamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários,embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Os seguintes efeitos secundários têm sido observados durante o tratamento com
Moxifloxacina Aurobindo.
A avaliação dos efeitos adversos foi baseada nos seguintes dados de frequência:
Frequentes: inferior a 1 em cada 10 doentes mas superior a 1 em cada 100 doentes
Pouco frequentes: inferior a 1 em cada 100 doentes mas superior a 1 em cada 1000doentes
Raros: inferior a 1 em cada 1000 doentes mas superior a 1 em cada 10000 doentes
Muito raros: inferior a 1 em cada 10000 doentes, incluindo casos isolados

Infeções
Frequentes: Infeções causadas por bactérias resistentes ou fungos, por exemplo, infeçõesvaginais ou orais causadas por Candida.

Sistema linfático e sanguíneo

Pouco frequentes: Baixa contagem de glóbulos vermelhos, baixa contagem de glóbulosbrancos, baixos números de glóbulos brancos especiais (neutrófilos), diminuição ouaumento de células sanguíneas especiais necessárias para a coagulação sanguínea,aumento de certos glóbulos brancos especializados (eosinófilos), diminuição dacoagulação sanguínea.
Muito raros: Aumento da coagulação sanguínea, diminuição significativa de glóbulosbrancos especiais (agranulocitose).

Reações alérgicas
Pouco frequentes: Reação alérgica.
Raros: Reação alérgica generalizada grave, súbita, incluindo muito raramente choquecom risco de vida (ex.: dificuldade em respirar, queda da pressão sanguínea, pulsaçãorápida), inchaço (incluindo inchaço da via respiratória com potencial risco de vida).

Alterações dos resultados dos testes laboratoriais
Pouco frequentes: Aumento dos lípidos no sangue (gorduras).
Raros: Aumento de açúcar no sangue, aumento de ácido úrico no sangue.

Efeitos psiquiátricos
Pouco frequentes: Ansiedade, instabilidade psicomotora/agitação.
Raros:
Instabilidade emocional, depressão (em casos muito raros levando à
auto-destruição, tais como ideações/pensamentos suicidas ou tentativas de suicídio),alucinação.
Muito raros: Uma sensação de distanciamento (não ser a própria pessoa), insanidade
(potencialmente levando à auto-destruição, tais como ideações/pensamentos suicidas outentativas de suicídio).

Sistema nervoso
Frequentes: Dor de cabeça, tontura.
Pouco frequentes: Sensação de formigueiro e/ou entorpecimento, alterações no paladar
(em casos muito raros perda do paladar), confusão e desorientação, problemas de sono
(predominantemente insónia), tremor, sensação de tonturas (andar à roda ou queda),sonolência.
Raros: Diminuição da sensibilidade da pele, alterações do olfato (incluindo perda doolfato), sonhos anormais, alteração do equilíbrio, fraca coordenação (devido às tonturas),convulsões, concentração alterada, perturbação da fala, perda parcial ou total damemória.
Muito raros: Aumento da sensibilidade da pele.

Olho
Pouco frequentes: Perturbações visuais incluindo visão dupla e turva.
Muito raros: Perda transitória da visão.

Ouvido
Raros:

Zumbidos/ruídos nos ouvidos, diminuição da audição incluindo surdez
(geralmente reversível).

Sistema cardíaco
Frequentes: Alteração no ritmo cardíaco (ECG) em doentes com níveis baixos de potássiono sangue.
Pouco frequentes: Alteração no ritmo cardíaco (ECG), palpitações, batimento cardíacorápido e irregular, anomalias graves no ritmo cardíaco, angina de peito.
Raros: Ritmo cardíaco acelerado anormal, desmaios.
Muito raros: Ritmos cardíacos anormais, batimento cardíaco irregular potencialmentefatal, paragem do batimento cardíaco.

Sistema vascular
Pouco frequentes: Dilatação dos vasos sanguíneos.
Raros: Pressão sanguínea alta, pressão sanguínea baixa.

Sistema respiratório
Pouco frequentes: Dificuldade em respirar incluindo estados asmáticos.

Sistema gastrointestinal
Frequentes: Náuseas, vómitos, dores no estômago e abdómen, diarreia.
Pouco frequentes: Perda de apetite, gases e prisão de ventre, indisposição gástrica
(indigestão/azia), inflamação do estômago, aumento de uma enzima digestiva especial nosangue (amílase).
Raros: Dificuldade em engolir, inflamação da boca, diarreia grave contendo sangue e/oumuco (colite associada a antibióticos incl. colite pseudomembranosa), que emcircunstâncias muito raras, poderão originar complicações que colocam a vida em risco.

Fígado
Frequentes: Aumento duma enzima especial do fígado no sangue (transaminases).
Pouco frequentes: Função hepática diminuída (incluindo aumento duma enzima especialdo fígado no sangue (HDL)), aumento da bilirrubina no sangue, aumento duma enzimahepática especial (gama?glutamil transferase e/ou fosfatase alcalina) no sangue.
Raros: icterícia (pele ou parte branca dos olhos amarelecida), inflamação do fígado.
Muito raros: Inflamação fulminante do fígado levando à insuficiência hepática compotencial risco de vida (incluindo casos fatais).

Pele
Pouco frequentes: Comichão, erupção cutânea, urticária, pele seca.
Muito raros: Alterações da pele e das membranas mucosas (bolhas dolorosas naboca/nariz ou no pénis/vagina), com potencial risco de vida (síndrome de Stevens-
Johnson, necrólise epidérmica tóxica).

Sistema articular e muscular
Pouco frequentes: Dor na articulação, dor muscular.
Raros: Dor e inchaço dos tendões (tendinite), cãibra muscular, contração muscular,fraqueza muscular.
Muito raros: Rutura do tendão, inflamação das articulações, rigidez muscular,agravamento dos sintomas de miastenia grave

Rim
Pouco frequentes: Desidratação.
Raros: Diminuição da função renal (incluindo aumento dos resultados de testeslaboratoriais renais especiais como ureia e creatinina), insuficiência renal.

Efeitos secundários gerais
Pouco frequentes: Sensação de mal-estar (predominantemente fraqueza ou cansaço),dores nas costas, peito, extremidades e dores pélvicas, suores.
Raros: Inchaço (das mãos, pés, tornozelos, lábios, boca, garganta).

Além disso, têm sido notificados casos muito raros dos seguintes efeitos secundários apóso tratamento com outros antibióticos do grupo quinolonas, que poderão possivelmentetambém ocorrer durante o tratamento com Moxifloxacina Aurobindo: aumento dos níveisde sódio no sangue, aumento de níveis de cálcio no sangue, tipo especial de diminuiçãoda quantidade de glóbulos vermelhos (anemia hemolítica), reações musculares com lesãodas células musculares, aumento da sensibilidade da pele à luz solar ou luz UV,alterações associadas ao sistema nervoso tais como dor, sensação de queimadura,sensação de formigueiro, entorpecimento e/ou fraqueza nas extremidades.

Se pensa ter um efeito secundário, especialmente se algum efeito secundário se agravar,ou se notar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, por favorcomunique-o imediatamente ao seu médico ou farmacêutico para obter aconselhamentoantes de tomar a próxima dose.

5. Como conservar Moxifloxacina Aurobindo

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exteriorapós ?VAL?.O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte aoseu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidasajudarão a proteger o ambiente.

6. Conteúdo da embalagem e outras informações

Qual a composição de Moxifloxacina Aurobindo

A substância ativa é a moxifloxacina. Cada comprimido revestido por película contém
436,32 mg de cloridrato de moxifloxacina, equivalente a 400 mg de moxifloxacina.
Os outros componentes são:

Núcleo do comprimido: celulose microcristalina, carboximetilamido sódico (tipo A),povidona (K-30), estearato de magnésio.
Revestimento: hipromelose, dióxido de titânio (E 171), macrogol 4000 e óxido de ferrovermelho (E 172).

Qual o aspeto de Moxifloxacina Aurobindo e conteúdo da embalagem

Comprimido revestido por película.

Comprimido revestido de cor vermelha baça, em forma de cápsula modificada, gravadocom ?E 18? numa das faces do comprimido e sem qualquer gravação na outra face.

Moxifloxacina Aurobindo encontra-se disponível em:

Blister de PVC/PVdC-Alumínio
1, 5, 7, 10, 14, 25, 50, 70, 80 e 100 comprimidos revestidos por película.

Frasco de HDPE com tampa de polipropileno
30 e 1000 comprimidos revestidos por película.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Aurobindo Pharma (Portugal), Unipessoal Limitada
Avenida do Forte, nº. 3, Parque Suécia, edifício IV, 2º,
2794 ? 038 Carnaxide
Portugal

Fabricante

APL Swift Services (Malta) Limited
HF26, Hal Far Industrial Estate, Hal Far
Birzebbugia, BBG 3000
Malta

ou

Milpharm Limited
Ares, Odyssey Business Park
West End Road, South Ruislip HA4 6QD
Reino Unido

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

França:
MOXIFLOXACINE AUROBINDO 400 mg, comprimé pelliculé
Alemanha:
Moxifloxacin Aurobindo 400 mg filmtabletten
Itália:
Moxifloxacina Aurobindo 400 mg compresse rivestite con film
Malta:
Moxifloxacin Aurobindo 400 mg film-coated tablets
Portugal:
Moxifloxacina Aurobindo
Roménia
Moxifloxacin Aurobindo 400 mg, comprimate filmate
Espanha:
Moxifloxacina Aurobindo 400 mg comprimidos recubiertos con película

Este folheto foi revisto pela última vez em