Zolpidem Sandoz Zolpidem bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é ZOLPIDEM SANDOZ e para que é utilizado
2. Antes de tomar ZOLPIDEM SANDOZ
3. Como tomar ZOLPIDEM SANDOZ
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar ZOLPIDEM SANDOZ
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Zolpidem Sandoz 10 mg comprimidos revestidos por película

Tartarato de zolpidem

Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento
-Caso ainda tenha dúvidas, fale o seu médico ou farmacêutico.
-Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
-Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitossecundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É O ZOLPIDEM SANDOZ E PARA QUE É UTILIZADO

Zolpidem Sandoz é um agente hipnótico pertencente ao grupo de agentes do tipobenzodiazepínico.
Está indicado no tratamento de curto prazo da insónia.

O tratamento com agentes benzodiazepínicos ou do tipo benzodiazepínico está indicadoapenas em casos de insónia considerados clinicamente graves.

2. ANTES DE TOMAR ZOLPIDEM SANDOZ

Não tome ZOLPIDEM Sandoz

-se tem alergia (hipersensibilidade) ao Zolpidem ou a qualquer outro componente de
Zolpidem Sandoz;
-se sofre de certas formas de fraqueza muscular patológica (miastenia);
-se sofre de fraqueza respiratória grave (insuficiência respiratória);
-no caso de pequenas paragens respiratórias durante o sono (síndrome de apneia dosono);
-se sofre de lesões graves do fígado (insuficiência hepática grave).

ZOLPIDEM SANDOZ não deve ser tomado por crianças e adolescentes com idadeinferior a 18 anos.

Tome especial cuidado com ZOLPIDEM Sandoz

Geral
Antes do tratamento com ZOLPIDEM SANDOZ
-As causas das perturbações do sono devem ser clarificadas
-As doenças subjacentes devem ser tratadas

Se o tratamento das perturbações do sono não for bem sucedido após 7 a 14 dias, istopoderá indicar uma perturbação psiquiátrica ou física básica que deve ser verificada.

A informação geral acerca dos efeitos observados após o uso de benzodiazepinas e desubstâncias do tipo benzodiazepínico (como o ZOLPIDEM SANDOZ) ou outroshipnóticos que o médico deve ter em consideração são os seguintes:
Habituação
Depois da utilização repetida durante algumas semanas, o efeito promotor do sono
(hipnótico) pode ser reduzido.
Dependência
É possível o desenvolvimento de dependência física e psicológica.
O risco aumenta com a dose e duração de tratamento e é elevada em doentes com umahistória de abuso de álcool ou de drogas. Quando a dependência física se desenvolve, aparagem brusca do tratamento é acompanhada por sintomas de privação.
Sintomas de privação (Insónia Rebound)
Após o tratamento com substâncias hipnóticas ter terminado, pode ocorrer umasíndrome transitória com perturbações do sono que podem regressar de uma forma maisintensa (fenómeno rebound). Pode ser acompanhada de outras reacções: dores decabeça ou dores musculares, ansiedade e tensão extrema, agitação, alterações do humor,confusão, irritabilidade, perturbações do sono e, em casos graves, desrealização,despersonalização, alterações auditivas (hiperacúsia), dormência e sensação deformigueiro nas extremidades, hipersensibilidade à luz, ruídos e contacto físico,alucinações ou ataques epilépticos.
É importante que esteja consciente da possibilidade da ocorrência destes sintomas deforma a diminuir a sua ansiedade.
Uma vez que o risco de ocorrerem sintomas de privação é mais provável de sedesenvolver se o medicamento for suspenso de forma abrupta, recomenda-se terminar otratamento com uma redução gradual da dose. O zolpidem pode conduzir a sintomas deabstinência, mesmo dentro do intervalo posológico.
Problemas de memória
Podem ser induzidos problemas de memória (amnésia anterógrada).
Esta situação ocorre, geralmente, poucas horas após a toma do medicamento. De formaa reduzir este risco, deve ter a certeza que pode dormir 7 a 8 horas sem interrupções
(ver secção 4. ?Efeitos secundários possíveis?).

Reacções psiquiátricas e ?paradoxais?
Sabe-se que reacções psiquiátricas e ?paradoxais? podem ocorrer durante o tratamento
(ver secção 4. ?Efeitos secundários possíveis?).
Se é este o caso, deve parar de tomar este medicamento. É mais provável que estasreacções ocorram nos idosos.

Grupos especiais de doentes
Doentes idosos e debilitados
Devem receber uma dose mais baixa (ver secção 3. ?Como tomar ZOLPIDEM
SANDOZ?). O ZOLPIDEM SANDOZ tem um efeito relaxante muscular. Por estemotivo, especialmente os idosos apresentam risco de queda e consequentemente defractura do osso da anca quando se levantam da cama durante a noite.
Doentes com disfunção renal
Embora não seja necessário ajuste da dose, deve ter-se precaução.
Doentes com falta de ar crónica (dispneia)
Está comprovado que as benzodiazepinas podem comprometer a respiração. Tambémse deve ter em consideração que a ansiedade e a agitação foram descritas como sinaisda dispneia.
Doentes com história médica de abuso de álcool ou drogas
É necessária extrema precaução. Estes doentes devem ser observados cuidadosamentedurante o tratamento com zolpidem, uma vez que apresentam risco de habituação e dedependência psicológica.

As benzodiazepinas e as substâncias do tipo benzodiazepínico (como o zolpidem) nãoestão indicadas em:doentes com disfunções hepáticas graves. Apresentam risco de danos cerebrais
(encefalopatia);tratamento primário de doentes com ilusões (psicoses);tratamento isolado da depressão ou ansiedade acompanhada por depressão (risco desuicídio).

Tomar outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se está a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos não sujeitos a receita médica.

O zolpidem deve ser utilizado com precaução em combinação com outrosmedicamentos depressores do sistema nervoso central (ver secção 2. ?Antes de tomar
ZOLPIDEM SANDOZ?).

A co-administração com outros medicamentos pode levar a um aumento mútuo doefeito depressor central (ver secção 4. ?Efeitos secundários possíveis?);medicamentos utilizados para o tratamento de doenças mentais (neurolépticos,antidepressores, antipsicóticos);outros medicamentos para tratar perturbações do sono;

outros medicamentos para distúrbios de ansiedade, sedativos
(ansiolíticos/tranquilizantes);analgésicos altamente eficazes (analgésicos narcóticos). Pode ocorrer aumento do bem-
estar (euforia), o que pode levar a um aumento da dependência psicológica;relaxantes musculares;medicamentos para o tratamento de epilepsia (antiepilépticos);anestésicos;medicamentos usados no tratamento de alergias ou constipações, que também possuemefeitos sedativos (anti-histamínicos sedativos).

Os medicamentos que aumentam a actividade de certas enzimas hepáticas podemdiminuir o efeito do ZOLPIDEM SANDOZ; ex. rifampicina (usada no tratamento datuberculose).

Tomar ZOLPIDEM SANDOZ com alimentos e bebidas

Não consuma álcool durante o tratamento uma vez que este altera e intensifica o efeitodo zolpidem de uma forma imprevisível. A capacidade de realizar tarefas que exijamuma concentração aumentada é afectada por esta combinação.

Gravidez e aleitamento

ZOLPIDEM SANDOZ não deve ser tomado durante a gravidez, especialmente noprimeiro trimestre devido a não existirem dados disponíveis suficientes para avaliar asegurança da administração de ZOLPIDEM SANDOZ durante a gravidez e durante operíodo de aleitamento. Embora o zolpidem não tenha causado malformações ou danosem embriões em estudos animais, não foi verificada a segurança durante a gravidez.

Informe o seu médico se pretende engravidar enquanto toma ZOLPIDEM SANDOZ ouse suspeita que está grávida, para que ele possa decidir se deve continuar ou, porexemplo, alterar o tratamento.

Se ZOLPIDEM SANDOZ for tomado durante um longo período de tempo durante os
últimos meses da gravidez, podem ocorrer sintomas de privação no recém-nascido apóso parto.
Se ZOLPIDEM SANDOZ for tomado devido a razões médicas até ao fim da gravidezou durante o parto, o recém-nascido pode apresentar redução da temperatura corporal
(hipotermia), tensão arterial baixa (hipotensão) e depressão respiratória moderada.

Uma vez que o zolpidem passa para o leite materno em pequenas quantidades,
ZOLPIDEM SANDOZ não deve ser tomado no período de aleitamento.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas

A sonolência, perda de memória, dificuldade de concentração e função muscularafectada podem ter efeitos adversos na capacidade de condução de veículos e deutilização de máquinas (ver também ?Tomar ZOLPIDEM SANDOZ com alimentos ebebidas?). Esta situação acontece em maior grau se o número de horas de sono forinsuficiente.

Informações importantes sobre alguns componentes de ZOLPIDEM SANDOZ

ZOLPIDEM SANDOZ contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que temintolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar ZOLPIDEM SANDOZ.

3. COMO TOMAR ZOLPIDEM SANDOZ

Tomar Zolpidem Sandoz sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com oseu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose habitual é:
Adultos
A dose diária recomendada é 1 comprimido revestido por película de ZOLPIDEM
SANDOZ (correspondente a 10 mg de tartarato de zolpidem por dia).

Doentes idosos e debilitados
A dose recomendada é de meio comprimido revestido por película de ZOLPIDEM
SANDOZ (correspondendo a 5 mg de tartarato de zolpidem por dia).
Doentes com disfunção hepática
Em doentes com disfunção hepática é recomendada uma dose de meio comprimidorevestido por película de tartarato de zolpidem 10 mg (correspondente a 5 mg detartarato de zolpidem por dia).

A dose apenas deve ser aumentada para 1 comprimido revestido por película de
ZOLPIDEM SANDOZ (correspondendo a 10 mg de tartarato de zolpidem por dia) se oefeito for insuficiente e o medicamento for bem tolerado.

Dose máxima
A dosagem diária de 1 comprimido revestido por película de ZOLPIDEM SANDOZ
(correspondendo a 10 mg de tartarato de zolpidem por dia), não deve ser excedida.

Crianças e adolescentes
ZOLPIDEM SANDOZ não deve ser tomado por crianças nem por adolescentes commenos de 18 anos.

Os comprimidos revestidos por película devem ser tomados com líquido imediatamenteantes de se deitar.

Durante quanto tempo deve tomar ZOLPIDEM SANDOZ?

A duração do tratamento deve ser tão curta quanto possível. Normalmente, a duração dotratamento varia entre alguns dias a duas semanas, não devendo exceder as 4 semanas,incluindo o período de redução gradual da dose.

O processo de redução da dose deve ser ajustado individualmente.

Em certos casos pode ser necessário um prolongamento para além deste período, o seumédico decidirá após uma reavaliação do estado clínico.

Se tomar mais ZOLPIDEM Sandoz do que deveria

No caso de sobredosagem consulte imediatamente o seu médico, farmacêutico ou o
Centro de Informação Antivenenos (808250143).

Em caso de sobredosagem apenas com ZOLPIDEM SANDOZ, foi reportada depressãoda consciência que pode variar entre sonolência extrema a coma ligeiro.

Além de alterações da visão, podem ocorrer queda da tensão arterial e fraquezamuscular, distúrbios do movimento, e reacções paradoxais (agitação e alucinações).

Caso se tenha esquecido de tomar ZOLPIDEM Sandoz

Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.
Continue a tomar o medicamento conforme prescrito pelo médico.

Se parar de tomar ZOLPIDEM SANDOZ

Como o risco de aparecimento de sintomas de privação aumenta após a paragem súbitado tratamento, o seu médico irá aconselhá-lo a terminar o tratamento fazendo umaredução gradual da dose.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, ZOLPIDEM SANDOZ pode ter efeitos secundários, noentanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Para a avaliação dos efeitos secundários, as frequências foram definidas do seguintemodo:

Muito frequentes:
mais de 1 em 10 doentes tratados;
Frequentes:
menos de 1 em 10 doentes tratados, mas mais de 1 em 100
doentes tratados;
Pouco frequentes:
menos de 1 em 100 doentes tratados, mas mais de 1 em 1000
doentes tratados;
Raros:
menos de 1 em 1000 doentes tratados, mas mais de 1 em 10
000 doentes tratados;
Muito raros:
menos de 1 em 10 000 tratados.

Frequentes:
Sonolência no dia seguinte à administração, confusão, depressão emocional, redução dacapacidade de reacção, vertigens, dores de cabeça, alterações da visão, defeitos damemória (amnésia, ver ?Tome especial cuidado com ZOLPIDEM SANDOZ?).

Pouco frequentes:
Fraqueza muscular, distúrbios gastrointestinais (diarreia, náuseas, vómitos),perturbações dos movimentos (ataxia), cansaço.

Raros:
Reacções cutâneas, redução da libido (redução do desejo sexual).

Durante o tratamento com substâncias do grupo do ZOLPIDEM SANDOZ, podemocorrer reacções psiquiátricas e as chamadas reacções ?paradoxais?: sabe-se quedurante o tratamento ocorrem agitação, irritabilidade, agressividade, ilusões (psicoses),pesadelos, alucinações, sonambulismo, comportamentos desajustados, aumento dasperturbações do sono e outros efeitos comportamentais adversos.
Estas reacções são mais prováveis em idosos.
Uma depressão pré-existente pode tornar-se manifesta durante a utilização debenzodiazepinas ou agentes do tipo benzodiazepina. O uso (mesmo em dosesterapêuticas) pode provocar dependência física. A interrupção do tratamento poderesultar em fenómenos de privação ou rebound (ver ?Tome especial cuidado com
Zolpidem Sandoz).
Pode ocorrer dependência psicológica. Foi relatado abuso em doentes com abuso depolimedicamentos.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitossecundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. CONSERVAÇÃO DE ZOLPIDEM SANDOZ

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Zolpidem Sandoz após o prazo de validade impresso na cartonagem e noblister. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Este medicamento não requer condições especiais de utilização.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

O que contém Zolpidem Sandoz

A substância activa é o tartarato de zolpidem.
Um comprimido revestido por película contém 10 mg de tartarato de zolpidemequivalente a 8,03 mg de zolpidem.
Os outros componentes são:
Núcleo dos comprimidos: ácido succínico, carboximetilamido sódico (Tipo A), celulosemicrocristalina, lactose mono-hidratada, sílica anidra coloidal, estearato de magnésio.
Revestimento dos comprimidos: lactose mono-hidratada, macrogol 4000, hipromelose edióxido de titânio (E 171).

Qual o aspecto de Zolpidem Sandoz e conteúdo da embalagem

Zolpidem Sandoz são comprimidos revestidos por película brancos, oblongos,biconvexos com uma ranhura.
Os comprimidos podem ser partidos em metades iguais.

Os comprimidos revestidos por película estão disponíveis em embalagens contendo 5,
10, 14, 20 e 30 comprimidos.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da autorização de introdução no mercado e Fabricante

Sandoz Farmacêutica Lda.
Alameda da Beloura, Edifício 1
2º andar ? Escritório 15
2710-693 Sintra
Telefone: 21 9241911
Fax: 21 9249817

Fabricante:
Salutas Pharma GmbH
Otto-von-Guericke-Allee, 1
D-39179 Barleben

Alemanha

Farmak, A.S.
Na Vlcinci, 16/3
CZ-77117 Olomouc
República Checa

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

Áustria
Zolpidem ?Hexal? – Filmtabletten
Portugal
Zolpidem Sandoz
Grécia
ZOLPIDEM / HEXAL

Este folheto foi revisto pela última vez em