Doxorrubicina Accord Doxorrubicina bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Doxorrubicina Accord e para que é utilizado
2. Antes de lhe ser administrado Doxorrubicina Accord
3. Como é administrado Doxorrubicina Accord
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Doxorrubicina Accord
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Doxorrubicina Accord 2 mg/ml Concentrado para solução para perfusão
Cloridrato de doxorrubicina

Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode ser-
lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É DOXORRUBICINA ACCORD E PARA QUE É UTILIZADA

A doxorrubicina pertence a um grupo de medicamentos designados por antraciclinas. Estesmedicamentos também são conhecidos por medicamentos anticancerígenos ou quimioterapia.
São utilizados no tratamento de vários tipos de cancro para diminuir a velocidade ou parar ocrescimento das células cancerosas. É utilizada frequentemente uma associação de diferentestipos de medicamentos anticancerígenos para se obterem melhores resultados e minimizar osefeitos secundários.

Doxorrubicina Accord é utilizado para tratar as seguintes formas de cancro:
Cancro da mama
Cancro do tecido conjuntivo, ligamentos, osso, músculo (sarcoma)
Cancro que se desenvolve no estômago ou intestinos
Cancro do pulmão
Linfomas, um cancro que afecta o sistema imunitário
Leucemia, um cancro que causa a produção anormal de células sanguíneas
Cancro da glândula tiróide
Cancro avançado do ovário e do endométrio (um cancro do revestimento do útero ou do
útero)
Cancro da bexiga
Neuroblastoma avançado (um cancro das células nervosas frequentemente detectado em
crianças)
Tumor renal maligno em crianças (tumor de Wilms)
Mieloma (cancro da medula óssea)

2. ANTES DE LHE SER ADMINISTRADA DOXORRUBICINA ACCORD

Não lhe deve ser administrado Doxorrubicina Accord
– Se tem alergia (hipersensibilidade) ao cloridrato de doxorrubicina ou a qualquer outrocomponente de Doxorrubicina Accord ou a outras antraciclinas
– Se lhe disseram que o seu sangue é muito fluído (a sua medula óssea não está a funcionarcorrectamente)
– Se lhe foi administrado anteriormente doxorrubicina, outras antraciclinas, outrosmedicamentos antitumorais ou imunossupressores
– Se tem a tendência para sangrar facilmente
– Se tem qualquer tipo de infecção
– Se tem úlceras da boca
– Se o seu fígado não funciona bem
– Se tem uma infecção da bexiga (no caso do medicamento lhe ser administrado directamentena bexiga)
– Se tem sangue na urina
– Se teve um ataque cardíaco (enfarte)
– Se tem perturbações da função cardíaca
– Se tem uma anomalia grave dos batimentos cardíacos (arritmia)

O medicamento não lhe deve ser administrado através de uma algália (um tubo flexível fino)directamente na bexiga se tiver:
– Um tumor que invadiu a parede da bexiga;
– Uma infecção das vias urinárias;
– Uma inflamação da bexiga;
– Problemas com a introdução de uma algália.

Tome especial cuidado com Doxorrubicina Accord
Informe o seu médico se tem ou teve qualquer uma das seguintes condições médicas oudoenças:
– Produção insuficiente de células sanguíneas na medula óssea;
– Problemas cardíacos;
– Doenças do fígado;
– Doenças renais.

Também deve informar o seu médico:
– Se já lhe foi administrado doxorrubicina ou qualquer outro medicamento anticancerígenosemelhante (antraciclina) para o tratamento de um cancro
– Se já foi submetido a tratamento com radiações na parte superior do corpo

Antes do início e durante o tratamento com Doxorrubicina Accord o seu médico efectuará osseguintes exames:
– Análise sanguíneas
– Provas da função cardíaca, hepática e renal

A doxorrubicina diminui intensamente a produção de células sanguíneas na medula óssea.
Este efeito torna-o mais susceptível a infecções ou a sangrar. Deve ser assegurado que asinfecções graves e/ou hemorragias sejam tratadas sem atraso e com eficácia.

Informe imediatamente o seu médico se sentir picadas ou ardor no local de injecção. Este tipode dor pode ocorrer se o medicamento sair da veia.

O seu médico efectuará a monitorização cuidadosa da sua função cardíaca durante otratamento porque:
A doxorrubicina pode lesar o músculo cardíaco
O tratamento com a doxorrubicina pode causar insuficiência cardíaca após uma determinada
dose cumulativa (adicionando doses únicas)
O risco de lesão do músculo cardíaco é mais elevado se lhe tiverem sido administrados
previamente medicamentos que podem danificar o coração ou se tiver sido submetido aradioterapia na parte superior do corpo.

Os níveis de ácido úrico no seu sangue podem estar elevados durante o tratamento (o queindica que as células cancerosas estão a ser destruídas). O seu médico dir-lhe-á se necessita detomar um medicamento para controlar estes níveis.

Infecções anteriores devem ser tratadas antes de ser iniciada a terapêutica com Doxorrubicina
Accord.

Geralmente, este medicamento não é recomendado em associação com vacinas vivasatenuadas. O contacto com pessoas recentemente vacinadas contra a poliomielite deve serevitado.

Como a Doxorrubicina Accord é excretada principalmente através do fígado e da bílis, a suaexcreção pode estar diminuída se a função hepática for deficiente ou se os canais biliaresestiverem estenosados (com calibre diminuído), o que pode causar efeitos secundários graves.

A Doxorrubicina Accord pode dar uma cor vermelha à urina. Esta coloração não é um sinal derisco para a saúde.

Ao utilizar Doxorrubicina Accord com outros medicamentos
Informe o seu médico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos,incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Os seguintes medicamentos podem interagir com a Doxorrubicina Accord:
Outros citostáticos (medicamentos contra o cancro), como por exemplo, antraciclinas
(daunorrubicina, epirrubicina, idarrubicina, trastuzumab), cisplatina, ciclofosfamida,ciclosporina, citarabina, dacarbazina, dactinomicina, fluorouracilo, mitomicina C, taxanos
(por exemplo, paclitaxel), mercaptopurina, metotrexato, estreptozocina
Medicamentos cardioactivos (medicamentos para tratar doenças do coração), como por
exemplo, bloqueadores dos canais de cálcio, verapamil e digoxina
Medicamentos que diminuem os níveis de ácido úrico no sangue
Inibidores do citocromo P-450 (medicamentos que impedem que diminuem a actividade da
substância citocromo P-450 actue, que é importante para a desintoxicação do organismo; porexemplo, a cimetidina), medicamentos que induzem o funcionamento do citocromo P-450
(por exemplo, a rifampicina, os barbitúricos incluindo o fenobarbital)
Antiepilépticos (por exemplo, carbamazepina, fenitoína, valproato)
Heparina (impede a coagulação do sangue)
Medicamentos anti-retrovirais (medicamentos contra formas especiais de vírus)
Cloranfenicol e sulfonamidas (medicamentos contra bactérias)

Progesterona (por exemplo, na ameaça de aborto)
Anfotericina B (medicamentos utilizados contra doenças causadas por fungos)
Vacinas vivas (por exemplo, poliomielite, malária)

Note que estas informações também se aplicam a medicamentos que tenha utilizadorecentemente.

Gravidez e aleitamento
Gravidez
Sabe-se, por experiências em animais, que a doxorrubicina atravessa a placenta e causa lesõesno feto. Se estiver grávida, o seu médico administrar-lhe-á doxorrubicina apenas se osbenefícios do tratamento justificarem o potencial risco para o feto. Informe imediatamente oseu médico se estiver grávida ou pensa que está grávida.

Se for mulher não deve evitar engravidar durante o tratamento com doxorrubicina ou até
6 meses após este terminar.
Se for homem deve tomar precauções adequadas para se assegurar que a sua parceira nãoengravida durante o seu tratamento com doxorrubicina ou até 6 meses após o tratamento.
Deverá também obter aconselhamento sobre crioconservação (ou criopreservação) de espermaantes do tratamento, devido à possibilidade de infertilidade irreversível causada pelotratamento com doxorrubicina.
Se estiver a pensar em ter filhos após o tratamento, aconselhem-se junto do vosso médico.

Aleitamento
Não amamente enquanto estiver a ser tratada com Doxorrubicina Accord. O medicamentopode passar para o bebé através do leite materno.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Devido à ocorrência frequente de náuseas e vómitos, a condução de veículos e a utilização demáquinas deve ser desencorajada.

Informações importantes sobre alguns componentes de Doxorrubicina Accord
Este medicamento contém 0,15 mmol (ou 3,5 mg) de sódio por ml. Deve ser tomado emconsideração no caso de doentes numa dieta com ingestão controlada de sódio.

3. COMO É ADMINISTRADO DOXORRUBICINA ACCORD

Modo e vias de administração
Doxorrubicina Accord só pode ser administrado sob supervisão ou por um médico comexperiência no tratamento contra o cancro.

Posologia: O seu médico decidirá qual é a dose que lhe vai administrar.
Não administre o medicamento a si próprio. O seu medicamento ser-lhe-á administrado comoparte de uma perfusão intravenosa, num vaso sanguíneo, sob a orientação de especialistas.
Será monitorizado regularmente durante e após o tratamento. Se tem um cancro superficial dabexiga é possível que o medicamento lhe seja administrado na bexiga (via intravesical).

Posologia
Normalmente, a posologia é calculada com base na área de superfície corporal. Quando omedicamento é utilizado em monoterapia, podem ser-lhe administrados 60 mg a 75 mg pormetro quadrado da área de superfície corporal em intervalos de três semanas. A posologiapode ter de ser diminuída para 30 mg a 60 mg por metro quadrado da área de superfíciecorporal e o intervalo entre tratamentos prolongado quando o medicamento é administrado emassociação com outros medicamentos antitumorais. O seu médico aconselhará qual a dose quevai necessitar. Se for administrado semanalmente, a dose recomendada é de 15 a 20 mg pormetro quadrado da área de superfície corporal. O seu médico aconselhará qual a dose que vainecessitar.

Doentes com função hepática diminuída
Se a sua função hepática ou renal estiver alterada, a dose deve ser diminuída. O seu médicoaconselhará qual a dose que vai necessitar.

Crianças, doentes idosos ou doentes após radioterapia
A posologia pode ter de ser diminuída em crianças e em doentes idosos ou se tiver sidosubmetido a radioterapia. O seu médico aconselhará qual a dose que vai necessitar.

Doentes com supressão da medula óssea
A posologia também pode ter de ser diminuída em doentes com supressão da medula óssea. Oseu médico aconselhará qual a dose que vai necessitar.

Doentes obesos
Em doentes obesos, a dose inicial pode ser diminuída ou o intervalo entre doses prolongado.
O seu médico aconselhará qual a dose que vai necessitar e a frequência com que vai seradministrada.

Se lhe for administrado mais Doxorrubicina Accord do que deveria
Durante e após o tratamento será cuidadosamente monitorizado pelo seu médico ouenfermeiro. Os sintomas de uma sobredosagem correspondem a uma extensão dos efeitossecundários possíveis da doxorrubicina, especialmente, as alterações sanguíneas e osproblemas cardíacos. As perturbações cardíacas podem mesmo ocorrer até seis meses após tersido administrada uma sobredosagem de Doxorrubicina Accord.

No caso de uma sobredosagem, o seu médico tomará as medidas apropriadas, como umatransfusão de sangue e/ou tratamento com antibióticos.

Informe o seu médico se ocorrer qualquer dos sintomas.

Caso se tenha esquecido de uma dose de Doxorrubicina Accord
O seu médico decidirá qual a duração do tratamento com Doxorrubicina Accord. Se otratamento for suspenso antes dos ciclos aconselhados de tratamento terem terminado, osefeitos da terapêutica com doxorrubicina podem diminuir. Consulte o seu médico se quiserparar o tratamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico oufarmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, Doxorrubicina Accord pode causar efeitos secundários, noentanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
Contacte imediatamente o seu médico ou enfermeiro se detectar qualquer um dos seguintesefeitos secundários:

Sensação de tonturas, febre, falta de ar com opressão no peito ou aperto na garganta ou uma
erupção cutânea com comichão. Este tipo de reacção alérgica pode ser muito grave.
Anemia (contagem baixa de glóbulos vermelhos) que podem fazer com que sinta cansaço e
letargia.
As contagens dos glóbulos brancos (que combatem contra as infecções) também podem
diminuir aumentando a possibilidade de infecções e de aumento da temperatura (febre).
As plaquetas (estas são as células que ajudam o sangue a coagular) podem ser afectadas o
que pode fazer com que tenha nódoas negras e hemorragias mais facilmente. É importanteconsultar o médico caso isto ocorra. O seu médico efectuará análises ao sangue durante otratamento para controlar o número de células do sangue.
A doxorrubicina pode diminuir a actividade da sua medula óssea.

Frequência:
Muito frequentes (afectam mais de 1 doente em cada 10)
Frequentes (mais do que 1 em 100 doentes mas menos do que 1 em 10 doentes)
Pouco frequentes (mais do que 1 em 1.000 doentes mas menos do que 1 em 100 doentes)
Raros (mais do que 1 em 10.000 doentes mas menos do que 1 em 1.000 doentes)
Muito raros (menos de 1 doente em cada 10.000):
Desconhecido (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis)

Frequentes
Cardiomiopatia (doença do músculo cardíaco)
Alterações do ECG (electrocardiograma)
Supressão da medula óssea (deficiência de células sanguíneas que causa
infecções e hemorragias)
Náuseas (sensação de enjoo)
Vómitos
Mucosite (inflamação das mucosas (superfície) do tubo digestivo) ? por
ex: boca e intestino
Anorexia (perturbação alimentar ? falta de apetite)
Diarreia, que pode resultar em desidratação
Cistite química (inflamação da bexiga) por vezes hemorrágica (com
sangue na urina) após administração na bexiga
Alopécia (perda de cabelo e pêlos) normalmente reversível
Sépsis (infecção bacteriana)
Septicémia (infecção bacteriana do sangue)
Pouco
Ulceração e necrose (morte de células/tecidos) do cólon (intestino) em
frequentes
associação com a citarabina
Flebite (inflamação das veias)
Hemorragia gastrointestinal
Dor abdominal
Reacção de hipersensibilidade local no campo de radiação
Desidratação
Raros
Leucemia secundária (cancro do sangue que se desenvolve após

tratamento de outro cancro) quando em associação com antineoplásicos quelesam o ADN
Síndrome de lise tumoral (complicações resultantes da quimioterapia)
Conjuntivite (inflamação da membrana do olho)
Urticária
Exantema (um tipo de erupção cutânea)
Reacções eritematosas (sintomas do tipo erupção cutânea) ao longo da
veia utilizada para a injecção
Hiperpigmentação (zonas escurecidas) da pele e unhas.
Onicólise (desprendimento das unhas)
Reacção anafiláctica (reacções alérgicas graves com ou sem choque
incluindo erupção cutânea, prurido [comichão], febre e arrepios).
Arrepios
Febre
Tonturas
Desconhecido
Tromboflebite (inflamação das veias sob a pele)
Tromboembolismo (formação de coágulos num vaso sanguíneo)
Arritmia (batimentos cardíacos irregulares)
Insuficiência cardíaca (diminuição da função cardíaca)
Hiperuricémia (nível elevado de ácido úrico no sangue)
Broncospasmo (tosse ou dificuldade em respirar devido à redução súbita
do calibre das vias aéreas)
Pneumonite (inflamação do tecido pulmonar)
Amenorreia (ausência de menstruação
Oligospermia (diminuição do volume de esperma produzido)
Azospermia (ausência de esperma)
Anemia (diminuição dos glóbulos vermelhos)
Sensação de picadas ou de ardor no local de administração relacionada
com extravasamento. O extravasamento pode causar a morte local decélulas dos tecidos podendo necessitar de intervenção cirúrgica
Aumento transitório das enzimas hepáticas

Outros efeitos secundários: a Doxorrubicina Accord pode dar uma cor vermelha à urinadurante um ou dois dias após a administração. Isto é normal e não é causa para preocupações.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários nãomencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR DOXORRUBICINA ACCORD

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Doxorrubicina Accord após o prazo de validade impresso no frasco parainjectáveis ou na embalagem exterior, após EXP. O prazo de validade corresponde ao últimodia do mês indicado.

Conservar no frigorífico (2°C ? 8°C). Manter o frasco para injectáveis dentro da embalagemexterior para proteger da luz.

Não utilize Doxorrubicina Accord se verificar que a solução não é límpida, não tem uma corvermelha e contém partículas.

Apenas para utilização única. Os produtos não utilizados ou os resíduos devem ser eliminadosde acordo com as exigências locais. Seguir as normas para manuseamento de medicamentoscitotóxicos.

Frasco para injectáveis fechado: 18 meses

Frasco para injectáveis após abertura: O medicamento deve ser utilizado imediatamente apósabertura do frasco para injectáveis.
A estabilidade química e física em uso foi demonstrada em solução injectável de cloreto desódio a 0,9% e em solução injectável de dextrose a 5% durante um período até 28 dias a 2°C – 8°C e até 7 dias a 25°C, quando preparado em recipientes de vidro protegidos da luz.

Do ponto de vista microbiológico, o medicamento deve ser utilizado imediatamente. Se nãofor imediatamente utilizado, os períodos de conservação em uso e as condições antes dautilização são da responsabilidade do utilizador e, normalmente, não devem ser superiores a
24 horas entre 2°C a 8°C, a não ser que a diluição tenha sido efectuada em condiçõesassépticas controladas e validadas.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Doxorrubicina Accord
A Doxorrubicina Accord contém a substância activa cloridrato de doxorrubicina.

1 ml contém 2 mg de cloridrato de doxorrubicina
Cada frasco para injectáveis de 5 ml contém 10 mg de cloridrato de doxorrubicina.
Cada frasco para injectáveis de 25 ml contém 50 mg de cloridrato de doxorrubicina.
Cada frasco para injectáveis de 100 ml contém 200 mg de cloridrato de doxorrubicina.

Os outros componentes são cloreto de sódio, ácido clorídrico (para ajuste do pH) e água parapreparações injectáveis.

Qual o aspecto de Doxorrubicina Accord e conteúdo da embalagem
A Doxorrubicina Accord é uma solução límpida, de cor vermelha, praticamente isenta departículas.

Apresentações:
1 frasco para injectáveis de 5 ml
1 frasco para injectáveis de 25 ml
1 frasco para injectáveis de 100 ml

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante:

Accord Healthcare Limited,
Sage House, 319 Pinner Road,
North Harrow, Middlesex, HA1 4HF, Reino Unido

Distribuído por:

Axton, Produtos Farmacêuticos, Lda.
Rua Alto do Montijo, Lote 13, -1 Esq., Edifício Monsanto
2790-012 Carnaxide

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados membros do Espaço Económico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

Nome do Estado Denominação do medicamentomembro
Reino Unido
Doxorubicin 2 mg/ml Concentrate for Solution for Infusion
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Konzentrat zur Herstellung einer
Áustria
Infusionslösung
Doxorubicin Accord Healthcare 2 mg/ml, solution à diluer pour perfusion/
Bélgica
concentraat voor oplossing voor infusie / Konzentrat zur Herstellung einer
Infusionslösung
Bulgária
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Concentrate for Solution for Infusion
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Konzentrat zur Herstellung einer
Alemanha
Infusionslösung
Dinamarca
Doxorubicin Accord 2 mg/ml koncentrat til infusionsvæske, opløsning
Estónia
Doxorubicin Accord 2 mg/ml infusioonilahuse kontsentraat
Espanha
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Concentrado para solución para perfusión
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Infuusiokonsentraatti, liuosta varten/koncentrat
Finlândia
till infusionsvätska, lösning
Hungria
Doxorubicin Accord 2 mg/ml koncentrátum oldatos infúzióhoz
Irlanda
Doxorubicin 2 mg/ml Concentrate for Solution for Infusion
Doxorubicina Accord Healthcare 2 mg/ml concentrato per soluzione per
Itália
infusione
Lituânia
Doxorubicin Accord 2 mg/ml koncentratas infuziniam tirpalui
Letónia
Doxorubicin Accord 2 mg/ml koncentr?ts inf?ziju ???duma pagatavo?anai
Países Baixos
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Concentraat voor oplossing voor infusie
Noruega
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Konsentrat til infusjonsvæke
Doxorubicinum Accord, 2 mg/ml, koncentrat do sporz?dzania roztworu do
Polónia
infuzji
Portugal Doxorrubicina
Accord

Roménia
Doxorubicinã Accord 2 mg/ml concentrat pentru soluþie perfuzabilã
Suécia
Doxorubicin Accord 2 mg/ml Koncentrat till infusionsvätska, lösning
Eslovénia
Doksorubicin Accord 2 mg/ml koncentrat za raztopino za infundiranje

Este folheto foi aprovado pela última vez em

A INFORMAÇÃO SEGUINTE DESTINA-SE APENAS AOS MÉDICOS E AOS PROFISSIONAIS DOS
CUIDADOS DE SAÚDE

POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO
Doxorrubicina injectável deve ser administrado apenas sob a supervisão de um médicoqualificado com vasta experiência em terapêutica citotóxica. Além disso, os doentesdevem ser cuidadosa e frequentemente monitorizados durante o tratamento.

Devido ao risco frequente de cardiomiopatia letal, os riscos e benefícios para cada doenteem particular devem ser ponderados antes de cada administração.

A doxorrubicina é administrada por via intravenosa e intravesical e não deve seradministrada pelas vias oral, subcutânea, intramuscular ou intratecal. A doxorrubicinapode ser administrada por via intravenosa sob a forma de um bólus em minutos, sob aforma de uma perfusão curta duração num período máximo de uma hora ou em perfusãocontínua durante um período máximo de 96 horas.

A solução é administrada através do tubo de um sistema de perfusão intravenosa contínuade uma solução injectável de cloreto de sódio a 9 mg/ml (0,9%) ou de dextrose a
50 mg/ml (5%) durante 2 a 15 minutos. Esta técnica minimiza o risco de tromboflebite oude extravasamento perivenoso, que podem causar celulite, vesicação e necrose tecidularlocais graves. Não se recomenda a injecção intravenosa directa devido ao risco deextravasamento, que pode ocorrer mesmo na presença de um retorno adequado de sangueapós aspiração da agulha.

Administração intravenosa
A posologia da doxorrubicina depende do esquema posológico, do estado geral e dotratamento prévio do doente. O esquema posológico da administração de cloridrato dedoxorrubicina pode variar de acordo com a indicação (tumores sólidos ou leucemiaaguda) e de acordo com a sua utilização no regime terapêutico específico (emmonoterapia, em associação com outros citotóxicos ou como parte de procedimentosmultidisciplinares que incluem a associação de quimioterapia, intervenção cirúrgica,radioterapia e hormonoterapia).

Monoterapia
Normalmente, a posologia é calculada com base na área de superfície corporal (mg/m2).
Nesta base, recomenda-se uma dose de 60 mg/m2 a 75 mg/m2 da área de superfíciecorporal em intervalos de três semanas quando a doxorrubicina é administrada emmonoterapia.

Regime terapêutico de associação
Quando o cloridrato de doxorrubicina é administrado em associação com outrosantineoplásicos com sobreposição de toxicidades, como a ciclofosfamida intravenosa emalta dose ou outras antraciclinas relacionadas como a daunorrubicina, idarrubicina e/ou

epirrubicina, a posologia da doxorrubicina deve ser diminuída para 30 mg/m2 a 60 mg/m2em intervalos de 3 a 4 semanas.
Em doentes que não podem receber a dose total (ex., no caso de imunossupressão, idadeavançada), a dose alternativa é de 15 mg/m2 a 20 mg/m2 da área de superfície corporal.

Administração intravesical
A doxorrubicina pode ser administrada por instilação intravesical para o tratamento docarcinoma superficial da bexiga ou na profilaxia da recorrência do tumor após ressecçãotransuretral (R.T.U.) em doentes com alto risco de recorrência. A dose de cloridrato dedoxorrubicina recomendada para o tratamento intravesical local do cancro superficial dabexiga é a instilação de 30 mg a 50 mg em 25 ml a 50 ml de solução injectável de cloretode sódio a 9 mg/ml (0,9%). A concentração óptima é de cerca de 1 mg/ml. Geralmente, asolução deve ser retida na bexiga durante 1 a 2 horas. Durante este período o doente deveser rodado 90° em intervalos de 15 minutos. O doente não deve beber líquidos duranteum período de 12 horas antes do tratamento para evitar a diluição indesejável da urina
(deste modo a produção de urina deverá diminuir para cerca de 50 ml/h). A instilaçãopode ser repetida com um intervalo de 1 semana a 1 mês, dependendo do tratamento serterapêutico ou profiláctico.

Doentes com compromisso hepático
Como o cloridrato de doxorrubicina é excretado principalmente através do fígado e bílis,a eliminação do medicamento pode estar diminuída em doentes com disfunção hepáticaou com obstrução do fluxo biliar podendo resultar em efeitos secundários graves.

As recomendações gerais para o ajuste posológico em doentes com disfunção hepáticabaseiam-se na concentração da bilirrubina sérica:

Bilirrubina sérica
Dose recomendada
20-50 micromoles/l
½ da dose normal
> 50 micromoles/l
¼ da dose normal

A doxorrubicina é contra-indicada em doentes com uma perturbação grave da funçãohepática.

Adultos com compromisso renal
Em doentes com insuficiência renal (velocidade de filtração glomerular [VFG]
< 10 ml/min) deve administrar-se apenas 75% da dose planeada.

A fim de evitar uma cardiomiopatia, recomenda-se que a dose cumulativa total dadoxorrubicina (incluindo medicamentos relacionados como a daunorrubicina), na duraçãode vida, não deve exceder 450 mg/m2 a 550 mg/m2 da área de superfície corporal. Se umdoente com doença cardíaca concomitante for submetido a irradiação do mediastino e/oucoração, a tratamento prévio com agentes alquilantes e em doentes de alto risco (comhipertensão arterial com uma duração superior a 5 anos, com lesão cardíaca coronária,valvular ou miocárdica prévia, idade superior a 70 anos), não deve ser excedida uma dose

total máxima de 400 mg/m2 da área de superfície corporal e a função cardíaca destesdoentes deve ser monitorizada (ver secção 4.4).
Dose em crianças
A posologia em crianças pode ter de ser diminuída; consultar os protocolos de tratamentoe literatura especializada.

Doentes obesos
Uma dose inicial reduzida ou um intervalo entre doses prolongado podem ter de serconsiderados em doentes obesos.

INCOMPATIBILIDADES
A doxorrubicina não deve ser misturada com heparina porque pode formar-se umprecipitado e não deve ser misturada com 5-fluorouracilo porque pode ocorrerdegradação. Deve evitar-se o contacto prolongado com soluções com pH alcalino porqueprovoca a hidrólise do medicamento.
Até estar disponível uma informação detalhada sobre miscibilidade compatível, adoxorrubicina não deve ser misturada com outros medicamentos além da soluçãoinjectável de cloreto de sódio a 0,9% e a solução injectável de dextrose a 5%.

SOLUÇÕES PARA PERFUSÃO PREPARADAS
A estabilidade química e física em uso foi demonstrada em solução injectável de cloretode sódio a 0,9% e em solução injectável de dextrose a 5% durante um período até 28 diasa 2°C – 8°C e até 7 dias a 25°C, quando preparado em recipientes de vidro protegidos daluz.

Do ponto de vista microbiológico, o medicamento deve ser utilizado imediatamente. Senão for imediatamente utilizado, os períodos de conservação em uso e as condições antesda utilização são da responsabilidade do utilizador e, normalmente, não devem sersuperiores a 24 horas entre 2°C a 8°C, a não ser que a diluição tenha sido efectuada emcondições assépticas controladas e validadas.

ELIMINAÇÃO
O resto do medicamento e do material que foi utilizado para a diluição e administraçãodeve ser destruído de acordo com os procedimentos hospitalares normalizados aplicáveisa agentes citotóxicos com a devida atenção à legislação corrente relacionada com aeliminação de resíduos perigosos.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

PRAZO DE VALIDADE E CONSERVAÇÃO
Frasco para injectáveis fechado: 18 meses
Frasco para injectáveis após abertura: O medicamento deve ser utilizado imediatamenteapós abertura do frasco para injectáveis.

Conservar no frigorífico (2°C ? 8°C).

Manter o frasco para injectáveis dentro da embalagem exterior para proteger da luz.