Flexar Piroxicam bula do medicamento

Neste folheto:
1. O que é Flexar e para que é utilizado
2. Antes de utilizar Flexar
3. Como utilizar Flexar
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Flexar
6. Outras informações


FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Flexar 20 mg cápsulas
Flexar 20 mg supositórios
Piroxicam

Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.
– Caso ainda tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico
– Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
– Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:

1. O QUE É FLEXAR E PARA QUE É UTILIZADO

Flexar (piroxicam) é um anti-inflamatório não esteróide cujo mecanismo de acçãodepende da inibição da síntese das prostaglandinas, as quais estão intimamenterelacionadas com o desencadear e manutenção da reacção inflamatória. O piroxicam ébem absorvido e tolerado quer por via oral ou rectal, não havendo alteração da suaabsorção quando administrado concomitantemente com alimentos. Tem uma semivida de
36 – 45 horas e mantém concentrações plasmáticas estáveis quando utilizadorepetidamente. Pode, portanto, ser administrado em dose única diária, com garantia demanutenção dos seus efeitos analgésicos e anti-inflamatórios durante 24 horas.

Antes de lhe prescrever Flexar o seu médico irá avaliar os benefícios que estemedicamento lhe poderá trazer, relativamente aos riscos de desenvolver efeitossecundários. O seu médico poderá pedir-lhe uma série de exames e dir-lhe-á quantasvezes precisa de ser avaliado, enquanto estiver a tomar piroxicam.
Flexar é utilizado para o alívio de alguns sintomas causados pela osteoporose (artrose,doença degenerativa das articulações), artrite reumatóide e espondilite anquilosante
(reumatismo da coluna vetebral), como o inchaço, rigidez e dor nas articulações. Flexarnão cura a artrite e irá ajudá-lo apenas enquanto estiver a tomar este medicamento.

O seu médico só lhe irá prescrever piroxicam se não apresentar alívio satisfatório dossintomas com outros medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs).

2. ANTES DE UTILIZAR FLEXAR

Não utilize Flexar:

– se tem alergia (hipersensibilidade) à substância activa ou a qualquer outro componentede Flexar.
– se já teve úlcera, hemorragia ou perfuração no estômago ou intestino.
– se tem actualmente úlcera, hemorragia ou perfuração no estômago ou intestino.
– se tem ou já teve história clínica de doenças gastrointestinais (inflamação do estômagoou intestinos) que predispõem para distúrbios hemorrágicos como a colite ulcerosa,doença de Crohn, cancro gastrointestinal ou diverticulite (bolsas inflamadas/infectadas nocólon).
– se está a tomar outros AINEs, incluindo AINEs selectivos para a COX-2 e ácidoacetilsalicílico, uma substância presente em muitos medicamentos utilizados no alívio dador e para baixar a temperatura (febre).
– se está a tomar anticoagulantes, como a varfarina, para evitar a coagulação do sangue.
– se já teve reacção alérgica grave ao piroxicam, outros AINEs e outros medicamentos,especialmente reacções cutâneas graves (independentemente da severidade), tais comodermatite esfoliativa (vermelhidão intensa da pele, com descamação da pele), reacçãovesículo-bolhosa (síndrome de Stevens-Johnson, uma doença caracterizada por pele combolhas vermelhas, ensanguentada, com erosões ou em crosta) e necrólise tóxicaepidérmica (uma doença com formação de bolhas e perda da camada superficial da pele).
– se tem insuficiência hepática ou renal grave.
– se tem insuficiência cardíaca grave

Flexar supositórios não deve ser utilizado em situações de lesão inflamatória do recto ou
ânus ou história de hemorragia rectal ou anal.

Se alguma destas situações se aplica a si, o piroxicam não lhe deve ser prescrito. Falecom o seu médico imediatamente.

Tome especial cuidado com Flexar

Informe sempre o seu médico antes de tomar Flexar, assim como todos os outrosmedicamentos anti-inflamatórios não esteróides. Flexar pode causar reacções graves noestômago e intestinos, como dor, hemorragia, ulceração e perfuração.

Deve parar de tomar imediatamente piroxicam e informar o seu médico se tiver dor deestômago, ou qualquer sinal de hemorragia no estômago ou intestinos, como fezes de cornegra ou com sangue, ou se vomitar sangue.

Se desenvolver alguma reacção alérgica, como erupção cutânea, edema da face, pieira oudificuldade em respirar, deve parar de tomar piroxicam imediatamente e informar o seumédico.

Se tem mais de 70 anos, o seu médico pode querer diminuir a duração do tratamento eobservá-lo, mais frequentemente, enquanto toma piroxicam.
Se tem mais de 70 anos ou se está a tomar outros medicamentos como corticosteróides oucertos fármacos para a depressão denominados inibidores selectivos da recaptação daserotonina (ISRS), ou ácido acetilsalicílico para prevenir a coagulação do sangue, o seumédico pode prescrever-lhe, juntamente com Flexar, um medicamento para proteger oseu estômago e intestinos.
Se tem mais de 80 anos não deve tomar este medicamento.
Se tem ou já teve problemas médicos ou alergias, ou se não tem a certeza de que podetomar piroxicam, fale com o seu médico antes de tomar este medicamento.

Em doentes com história de hipertensão e/ou insuficiência cardíaca, a administração depiroxicam deve ser feita com precaução devido à possibilidade de retenção de líquidos eedema em associação com a administração de AINEs.

Em doentes a tomar outros medicamentos (ex: antiepilépticos, ?-bloquedores, inibidoresdo enzima de conversão da angiotensina, antagonistas da angiotensina II), aadministração de piroxicam deve ser cuidadosamente seguida pelo médico para que aposologia possa ser adaptada adequadamente.
Os doentes a fazer metotrexato devem ser vigiados quanto à possibilidade de toxicidadedeste fármaco.
Nos doentes diabéticos com tratamento com sulfonilureias, tal como nos doentes comterapêutica anticoagulante com derivados cumarínicos, os exames de controlo de rotinadevem ser feitos mais frequentemente.
Os doentes a fazer diuréticos poupadores de potássio devem ser vigiados quanto àpossibilidade de ocorrer hipercaliémia.

Têm sido muito raramente notificadas reacções cutâneas graves, incluindo dermatiteesfoliativa, síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica tóxica, associadas àadministração de AINEs. O risco de ocorrência destas reacções é maior no início dotratamento. Flexar deve ser interrompido aos primeiros sinais de rash, lesões mucosas ououtras manifestações de hipersensibilidade.
Os doentes com terreno alérgico ou em terapêutica prolongada com Flexar devem servigiados periodicamente pelo médico assistente.

Os efeitos indesejáveis podem ser minimizados utilizando a menor dose eficaz durante omenor período de tempo necessário para controlar a sintomatologia.

Certifique-se de que informou o seu médico de todos os medicamentos que está a tomar,incluindo os medicamentos obtidos sem receita médica.

Utilizar Flexar com outros medicamentos:

Informe o seu médico sobre qualquer medicamento que esteja a tomar ou que tenhatomado recentemente (na última semana), incluindo medicamentos obtidos sem receitamédica. Os medicamentos podem, por vezes, interferir uns com os outros. O seu médicopode limitar-lhe a utilização de piroxicam ou de outros medicamentos, ou pode ternecessidade de tomar um medicamento diferente. É extremamente importante que refira:
– se está a tomar ácido acetilsalicílico ou outro medicamento anti-inflamatório nãoesteróide para o alívio da dor,
– se está a tomar corticosteróides, que são medicamentos administrados para uma série desituações, como alergias e desiquilíbrios hormonais,
– se está a tomar anticoagulantes como a varfarina, para prevenir a coagulação do sangue,
– se está a tomar certos medicamentos para a depressão denominados inibidoresselectivos da recaptação da serotonina (ISRS),
– se está a tomar fármacos, como o ácido acetilsalicílico, para prevenir a agregaçãoplaquetária,
– se está a tomar sulfamidas,
– se está a tomar medicamentos anti-hipertensores (beta-bloqueadores, inibidores daenzima de conversão da angiotensina, antagonistas da angiotensina II), pois a utilizaçãoconjunta de piroxicam pode diminuir a sua eficácia. Por este motivo, os doentes idososdevem tomar maiores precauções.Os doentes devem ser adequadamente hidratados e asua função renal deve ser monitorizada periodicamente.

Se alguma das situações acima descritas se aplica a si, fale com o seu médicoimediatamente.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Embora não tenham aparecido efeitos teratogénicos nos animais de experiência, opiroxicam não deve ser administrado durante a gravidez, visto a inibição da síntese dasprostaglandinas reduzir a motilidade uterina, poder atrasar o trabalho de parto e levar aoencerramento precoce do canal arterial.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Flexar pode muito raramente causar tonturas, alterações visuais e sonolência, pelo que sedeve evitar a condução de veículos e utilização de máquinas perigosas, durante aadministração deste medicamento.

Informações importantes sobre alguns componentes de Flexar

As cápsulas contêm:
lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares,contacte-o antes de tomar este medicamento.

– amido de trigo. Adequado para indivíduos com doença celíaca. Doentes com alergia aotrigo (diferente da doença celíaca) não devem tomar este medicamento.

3. COMO UTILIZAR FLEXAR

Utilizar Flexar sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médicoou farmacêutico se tiver dúvidas.

O seu médico irá avaliá-lo periodicamente para se certificar de que está a tomar a dose
óptima de Flexar. O seu médico irá ajustar o tratamento para a menor dose que controleos seus sintomas. Não deve, sob nenhuma circunstância, alterar a dose sem falar primeirocom o seu médico.

Adultos e idosos:
A dose máxima diária é de 20mg de piroxicam, em administração única.
Se tem mais de 70 anos o seu médico pode prescrever-lhe uma dose diária inferior a
20mg e reduzir a duração do tratamento.
O médico pode prescrever Flexar juntamente com outro medicamento para proteger depotenciais efeitos secundários o seu estômago e intestino.

Não aumente a dose
Se sentir que o medicamento não é eficaz, fale com o seu médico.

Se se esquecer de tomar Flexar
Tome-o assim que se lembrar. Se estiver quase na altura da próxima dose, não tome adose esquecida e continue com o esquema de tratamento estabelecido. Não duplique asdoses.

Se tomar mais Flexar do que deveria
Se tomar acidentalmente uma dose excessiva deste medicamento informe de imediato oseu médico ou farmacêutico. Em caso de sobredosagem deve ser feita terapêutica desuporte e sintomática. A administração de carvão activado pode diminuir a absorção eassim reduzir a taxa plasmática de piroxicam.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, Flexar pode causar efeitos secundários, no entanto estesnão se manifestam em todas as pessoas.
Os eventos adversos mais frequentemente observados são de natureza gastrointestinal.
Podem ocorrer, em particular nos idosos, úlcera gástrica ou duodenal, hemorragia ouperfuração gastrointestinal, náuseas, dispepsia, vómitos, hematemese, flatulência, dor

abdominal, diarreia, obstipação, melenas, estomatite aftosa, exacerbação de colite oudoença de Crohn. Menos frequentemente têm vindo a ser observados casos de gastrite.

A administração de doses superiores a 20 mg/dia aumenta o risco de aparecimento deefeitos indesejáveis gastrointestinais.

Pode ocorrer aparecimento de edema, agravamento de hipertensão arterial ou deinsuficiência cardíaca.
Pode surgir erupção cutânea. Raramente pode aparecer necrólise epidérmica tóxica e asíndrome de Stevens-Johnson e muito raramente anemia não associada a hemorragiagastrointestinal evidente.
Estão referidas ansiedade, cefaleias, tonturas e sonolência.
Mais raramente poderá aparecer: equimoses, trombocitopenia, púrpura nãotrombocitopénica (Henoch-Schonlein), leucopénia (agranulocitose), anemia hemolíticaou aplástica, zumbidos, visão turva e alterações renais (hematúria, proteinúria, nefrite,síndrome nefrótico ou insuficiência renal). Durante o tratamento, os valores dastransaminases séricas podem estar aumentados, mas os episódios de hepatite são raros.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR FLEXAR

Manter fora do alcance e da vista das crianças

Conservar a temperatura inferior a 25ºC.
Conservar na embalagem de origem para proteger da humidade.

Não utilize Flexar após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no blister.
O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize Flexar se verificar sinais visíveis de deterioração

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Flexar

– Cápsulas
A substância activa é o Piroxicam 20 mg. Cada cápsula contém 20 mg de piroxicam.

Os outros componentes são: lactose, amido de trigo, estearato de magnésio, laurilsulfatode sódio.
Cápsula: gelatina, óxido de ferro vermelho (E172), eritrosina (E127), dióxido de titânio
(E171), óxido de ferro negro (E172) e água purificada

– Supositórios
A substância activa é o Piroxicam 20 mg. Cada supositório contém 20 mg de piroxicam.
Os outros componentes são: massa novata BBC e butil-hidroxianisol (E320)

Qual o aspecto de Flexar e conteúdo da embalagem

Flexar 20 mg cápsulas encontra-se disponível em embalagens de 20 e 60 cápsulas.
As cápsulas de Flexar são de gelatina dura nº3, cinzento-grená e encontram-seacondicionadas em blister (PVC/alumínio)

Flexar 20 mg supositórios encontra-se disponível em embalagens de 12 supositórios.
Os supositórios são de cor creme, forma de torpedo e encontram-se acondicionados emalvéolos de cor branca

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

A. Menarini Portugal – Farmacêutica, S.A.
Quinta da Fonte
Edifício D. Manuel I ? Piso 2A
Rua dos Malhões nº 1
2770 ? 071 Paço de Arcos
Portugal

Fabricante

Farmalabor ? Produtos Farmacêuticos, Lda
Zona Industrial de Condeixa-a-Nova
3150-194 Condeixa-a-Nova
Portugal

Este folheto foi aprovado pela última vez em